PARÂMETROS GENÉTICOS, DIVERSIDADE GENÉTICA E CORRELAÇÕES EM LINHAGENS DE CEBOLA

Autores

Palavras-chave:

Allium cepa L. Recursos genéticos. Herdabilidade. Variabilidade genética. Seleção indireta.

Resumo

Os programas de melhoramento vegetal têm investido no desenvolvimento de cebolas com alto padrão comercial e para tal dependem dos recursos genéticos disponíveis para a obtenção de híbridos comerciais. O objetivo deste estudo foi avaliar parâmetros genéticos, diversidade genética e as correlações fenotípicas e genotípicas de caracteres relacionados à produção de cebola. O experimento foi realizado em Uberlândia - Minas Gerais, Brasil. Foram avaliadas 53 linhagens de cebola. Foi utilizado o delineamento em blocos ao acaso. Foram avaliadas 13 características de planta e bulbo. As análises estatísticas foram realizadas no programa Genes e R. Observou-se a existência de variabilidade genética entre os genótipos para a maioria dos caracteres ao nível de 1% pelo teste F. A herdabilidade da maioria dos caracteres apresentou valores moderados a altos (≥ 70%) e relação CVg/CVe alta (≥1). O método UPGMA possibilitou separar os genótipos em 20 grupos e de forma semelhante o método de Tocher separou os mesmos em 19 grupos. Os grupos que mais se destacaram foram V, XIV, XV, XVI, XVII, XVIII, XIX e XX. Houve seis correlações fenotípicas significativas pelo teste t com grau de associação baixo a moderado, e as correlações genotípicas, em sua maioria, mostraram-se superiores às fenotípicas e apresentaram o mesmo sinal. A partir dos parâmetros genéticos estudados existe alta possibilidade de ganhos na seleção. Há ampla variabilidade genética para os caracteres estudados o que permitiu a separação de grupos de genitores divergentes. Adicionalmente, as correlações fenotípicas e genotípicas mostraram inviabilidade para seleção indireta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADITIKA, K. H. S.; PRIYANKA; SHARMA, M. Character association and their direct and indirect effects on bulb yeild in onion. International Journal of Tropical Agriculture, 33: 2687-2689, 2015.

AGRIANUAL. Anuário da Agricultura Brasileira. São Paulo, SP: FNP, 2016. 362 p.

BOITEUX, L. S.; MELO, P. C. T. Taxonomia e origem. In: OLIVEIRA, V. R.; BOITEUX, L. S. (Eds.). Sistema de produção de cebola (Allium cepa L.). Brasília, DF: Embrapa - CNPH, 2004. (Sistema de Produção, 5).

BUZAR, A. G. R.; OLIVEIRA, V. R.; BOITEUX, L. S. Estimativa da diversidade genética de germoplasma de cebola via descritores morfológicos, agronômicos e bioquímicos. Horticultura Brasileira, 25: 527-532, 2007.

CRUZ, C. D. Princípios de genética quantitativa. Viçosa, MG: UFV, 2005. 394 p.

CRUZ, C. D.; REGAZZI, A. J.; CARNEIRO, P. C. S. Modelos Biométricos Aplicados ao Melhoramento Genético. 4. ed. Viçosa, MG: UFV, 2012. 514 p.

CRUZ, C. D.; REGAZZI, A. J.; CARNEIRO, P. C. S. Modelos Biométricos Aplicados ao Melhoramento Genético. 3. ed. Viçosa, MG: UFV, 2014. 668 p.

CRUZ, C. D. GENES - a software package for analysis in experimental statistics and quantitative genetics. Acta Scientiarum, 35: 271-276, 2013.

FILHO, A. C.; GUADAGNIN, J. P. Consistência do padrão de agrupamento de cultivares de milho. Ciência Rural, 41: 1503–1508, 2011.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola: pesquisa mensal de previsão e acompanhamento da safras agrícolas no ano civil. Rio de Janeiro, 2017.

LIMA FILHO, F. P. Variabilidade genética de progênies de meios-irmãos de cebola submetidas ao estresse salino. 2015. 44 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia: Área de Concentração Melhoramento Genético de Plantas) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2015.

MACHADO, D. L. M. et al. Phenotipic, genotipic, and enviromental correlations between characters in onion segregate populations obtained under diferente generations. Genetics and Molecular Research, 16: gmr16039838, 2017b.

MACHADO, B. Q. V. et al. Phenotypic and genotypic correlations between soybean agronomic traits and path analysis. Genetics and Molecular Research, 16: gmr16029696, 2017a.

MONTGOMERY, D. C.; PECK, E. A. Introduction to linear regression analysis. New York : J. Wiley, 1981. 504 p.

OLIVEIRA, A. E. S. Seleção de populações de cebola tipo Valenciana para o Vale do São Francisco. 2015. 74 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia: Área de Concentração Melhoramento Genético de Plantas) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2015.

PARVEZ, N. et al. Performance Evaluation of Farmers’ Onion Varieties against Purple Blotch Disease. Asian Journal of Agricultural Extension, Economics & Sociology, 38: 52-62, 2020.

PORTA, B. et al. Variability, heritability, and correlations os agronomic traits in na onion landrace and derived S1 lines. Crop Breeding and Applied Biotechnology. 14: 29–35, 2014.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. Vienna, Austria, 2018.

RAMALHO, M. A. P.; SANTOS, J. B.; PINTO, C. A. B. P. Genética na Agropecuária. 3. ed. Lavras, MG: UFLA, 2004. 472 p.

RICCI, M. S. F. et al. Cultivo orgânico de cultivares de cebola nas condições da Baixada Fluminense. Horticultura Brasileira, 32: 120–124, 2014.

RODRIGUES, D. Z. Redes Neurais, identidade de modelos e resposta de cebola à adubação nitrogenada. 2013. 82 f. Dissertação (Mestrado em Estatística e Biometria) - Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2013.

SANTOS, C. A. F. Similaridade genética entre cultivares de cebola de diferentes tipos e origens, baseada em marcadores AFLP. Horticultura Brasileira, 29: 32-37, 2011.

SINGH, D. A importância relativa dos caracteres que afetam a divergência genética. Indian Journal Genetics & Plant Breeding, 41:237-245, 1981.

SINGH, G. et al. Assessing the influence of climate on seasonal growth performance of onion. The Pharma Innovation Journal, 8: 100-105, 2019.

SNEATH, P. H.; SOKAL, R. R. Numerical taxonomy: the principles and practice of numerical classification. San Francisco, CA: W.H. Freeman, 1973. 573 p.

TEIXEIRA, D. H. L. et al. Correlações genéticas e análise de trilha para componentes da produção de frutos de açaizeiro. Revista Brasileira de Fruticultura, 34: 1135-1142, 2012.

TORRES, M. H. R. M. Progresso genético com base na seleção simultânea de caracteres em linhagens elite de feijão caupi. 2015. 82 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento) - Universidade Federal do Piauí. Teresina, 2015.

TORRES, F. E. et al. Contribuição dos caracteres de qualidade da forragem ao teor de proteína bruta em Urochloa brizanha. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 3: 284-287, 2016.

VENCOVSKY, R. Herança Quantitativa. In: PATERNIANI, E. ( Ed.). Melhoramento e produção de milho no Brasil. Piracicaba, SP: ESALQ, 1978. p. 122-201.

WAMSER, G. H. et al. Caracterização e estimativa da variabilidade genética de genótipos de cebola. Horticultura Brasileira, 30: 327-332, 2012.

Downloads

Publicado

04-04-2022

Edição

Seção

Agronomia