DESEMPENHO AGRONÔMICO DE CULTIVARES DE TRIGO EM RESPOSTA À INOCULAÇÃO (Azospirillum brasilense) E APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO

Autores

Palavras-chave:

Inoculante. Fixação biológica de nitrogênio. Produtividade de grãos. Triticum aestivum.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar a contribuição da inoculação de sementes com a bactéria Azospirillum brasilense para a promoção de crescimento sobre os componentes de rendimento na cultura do trigo. Para isso, foram conduzidos experimentos em distintos locais (Santa Maria e Cruz Alta, RS, Brasil), épocas de semeadura (junho e julho) e anos de cultivo (2013 e 2014). Foi utilizado o delineamento de blocos casualisados com três repetições. Os tratamentos foram compostos pela combinação de dez cultivares, três manejos nitrogenados e dois tipos de inoculação (10 x 3 x 2). A inoculação foi realizada com inoculante líquido nas sementes. Foram avaliados os componentes da produtividade de grãos. O número médio de afilhos por planta foi influenciado pela inoculação das sementes (1,63 e 1,72) quando não inoculadas e inoculadas, respectivamente. Já a massa do hectolitro respondeu inversamente reduzindo para 75,7 kg hL-1. A inoculação com A. brasilense aumenta a massa grãos (1%) e não tem influência positiva nas variáveis número de espigas e de espiguetas por espiga, produtividade de grãos e massa hectolítrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Giacomini, Crop Science Departament, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS

 

 

Rosana Taschetto Vey, Crop Science Departament, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS

 

 

Referências

ARZANESH, M. H. et al. Wheat (Triticum aestivum L.) growth enhancement by Azospirillum sp. under drought stress. World Journal of Microbiology and Biotechnology, 27: 197-205, 2011.

BIANCHET, P. et al. Formulações simples e mista de inoculantes com bactérias diazotróficas, sob diferentes doses de nitrogênio na cultura do arroz irrigado. Semina: Ciências Agrárias, 34: 2655–2666, 2013.

BRACCINI, A L. et al. Seed inoculation with Azospirillum brasilense, associated with theuse of bioregulators in maize. Revista Caatinga, 25: 58-64, 2012.

BRZEZINSKI, C. R. et al. Nitrogênio e inoculação com Azospirillum na qualidade fisiológica e sanitária de sementes de trigo. Revista de Ciências Agrárias, 57: 257-265, 2014.

CASSÁN, F.; DIAZ-ZORITA, M. Azospirillum sp. in current agriculture: From the laboratory to the field. Soil Biology and Biochemistry, 103: 117-130, 2016.

CASSÁN, F. et al. Everything you must know about Azospirillum and its impact on agriculture and beyond. Biology and Fertility of Soils, 56: 461-479, 2020.

CASSÁN, F. et al. Handbook for Azospirillum: Technical issues and protocols. Switzerland: Springer International Publishing; 2015.

CLEMENTE, J. M. et al. Azospirillum brasilense and nitrogen fertilization affecting wheat productivity. African Journal of Agricultural Research, 11: 2179-2184, 2016.

CQFSRS/SC - Comissão de Química e Fertilidade do Solo. Manual de adubação e de calagem para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 10. ed. Porto Alegre, RS: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo/Núcleo Regional Sul, 2004. 400 p.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Levantamentos de safra. Disponível em: <https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos/boletim-da-safra-de-graos>. Acesso em: 20 nov. 2020.

CORASSA, G. M. et al. Inoculação com Azospirillum brasilense associada à adubação nitrogenada em trigo na região norte do Rio Grande do Sul. Enciclopédia Biosfera, 9: 1298-1308, 2013.

DUTTA, S.; PODILE, A. R. Plant growth promoting rhizobacteria (PGPR): the bugs to debug the root zone. Critical Reviews in Microbiology, 36: 232–244, 2010.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Informações Técnicas para trigo e triticale. Brasília, DF: Embrapa, 2017. 240 p. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/155787/1/Informacoes-Tecnicas-para-Trigo-e-Triticale-Safra-2017-OL.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Brasília, DF: Embrapa Solos, 2018. 355 p.

FERRARI, M. et al. Manejos e fontes de nitrogênio nos componentes de afilhamento no trigo. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 11: 178-185, 2016.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35: 1039–1042, 2011.

FUKAMI, J. et al. Acessing inoculation methods of maize and wheat with Azospirillum brasilense. AMB Express, 6: 1-13, 2016.

GALINDO, F. S. et al. Nitrogen fertilization efficiency and wheat grain yield affected by nitrogen doses and sources associated with Azospirillum brasilense. Acta Agriculturae Scandinavica, Section B Soil & Plant Science, 69: 606-17, 2019.

GALINDO, F. S. et al. Wheat yield in the Cerrado as affected by nitrogen fertilization and inoculation with Azospirillum brasilense. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 52: 794-805, 2017.

GORDILLO-DELGADO, F.; MARÍN, E.; CALDERÓN, A. Effect of Azospirillum brasilense and Burkholderia unamae bacteria on maize photosynthetic activity evaluated using the photoacoustic technique. International Journal of Thermophysics, 37: 1-11, 2016.

HELDWEIN, A. B.; BURIOL, G. A.; STRECK, N. A. O clima de Santa Maria. Ciência & Ambiente, 38: 43–58, 2009.

HUNGRIA, M. et al. F. O. Inoculation with selected strains of Azospirillum brasilense and A. lipoferum improves yields of maize and wheat in Brazil. Plant and Soil, 331: 413–425, 2010.

HUNGRIA, M. Inoculação com Azospirillum brasilense: inovação em rendimento a baixo custo. Londrina, PR: Embrapa Soja, 2011. 36 p. (Documentos, 325).

KAZI, N. et al. The response of wheat genotypes to inoculation with Azospirillum brasilense in the field. Field Crops Research, 196: 368-78, 2016.

LI, C. et al., Optimizing nitrogen fertilizer inputs and plant populations for greener wheat production with high yields and high efficiency in dryland areas. Field Crops Research, 276: 1-12, 2022.

MANTAI, R. D. et al. The dynamics of relation oat panicle with grain yield by nitrogen. American Journal of Plant Sciences, 7: 17-27, 2016.

MOREIRA, F. M. S. et al. Bactérias diazotróficas associativas: Diversidade, ecologia e potencial de aplicações. Comunicata Scientiae, 1: 74-99, 2010.

MUNARETO, J. D et al. Nitrogen management alternatives using Azospirillum brasilense in wheat. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 54: e00276, 2019.

NUNES, P. H. M. P. et al. Produtividade do trigo irrigado submetido à aplicação de nitrogênio e à inoculação com Azospirillum brasilense. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 39: 174–182, 2015.

PICCININ, G. G. et al. Rendimento e desempenho agronômico da cultura do trigo em manejo com Azospirillum brasilense. Agrarian, 6: 393–401, 2013.

PIMENTEL-GOMES, F. Curso de estatística experimental. 15. ed. Piracicaba, SP: FEALQ, 2009. 451 p.

PRANDO, A. M. et al. Formas de ureia e doses de nitrogênio em cobertura na qualidade fisiológica de sementes de trigo. Revista Brasileira de Sementes, 34: 272-279, 2012.

QUEIROZ, A. M. et al. Avaliação de diferentes fontes e doses de nitrogênio na adubação da cultura do milho (Zea mays L.). Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 10: 257-266, 2011.

RODRIGUES, L. F. O. S. et al. Características agronômicas do trigo em função de Azospirillum brasilense, ácidos húmicos e nitrogênio em casa de vegetação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 18: 31–37, 2014.

SALA, V. M. R. et al. Novas bactérias diazotróficas endofíticas na cultura do trigo em interação com a adubação nitrogenada, no campo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 32: 1099-1106, 2008.

SANTOS, M. S. et al. Outstanding impact of Azospirillum brasilense strains Ab-V5 and Ab-V6 on the Brazilian agriculture: Lessons that farmers are receptive to adopt new microbial inoculants. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 45: e0200128, 2021.

SCHILS, R. et al. Cereal yield gaps across Europe. European Journal of Agronomy, 101:109-120, 2018.

SHELUD’KO A.V. et al. Wheat root colonization by Azospirillum brasilense strains with different motility. Microbiology, 79: 688-695, 2010.

SILVEIRA, G. et al. Efeito da densidade de semeadura e potencial de afilhamento sobre a adaptabilidade e estabilidade em trigo. Bragantia, 69: 63-70, 2010.

TEIXEIRA-FILHO, M. C. M. et al. Doses, fontes e épocas de aplicação de nitrogênio em trigo irrigado em plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 45: 797–804, 2010.

VALÉRIO, I. P. et al. Seeding density in wheat: the more, the merrier? Scientia Agricola, 70: 176-184, 2013.

VELU, G. et al., Genetic impact of Rht dwarfing genes on grain micronutrients concentration in wheat. Field Crops Research, 214: 373 - 377, 2017.

Downloads

Publicado

20-09-2022

Edição

Seção

Agronomia