FUNGOS MICORRÍZICOS ARBUSCULARES NA FORMAÇÃO DE MUDAS DE ACEROLA (Malpighia emarginata D.C.)

Autores

  • Eduardo Mendonça Pinheiro Postgraduate Program in Agroecology, Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, MA http://orcid.org/0000-0002-0410-382X
  • Camila Pinheiro Nobre Postgraduate Program in Agroecology, Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, MA http://orcid.org/0000-0001-8137-7456
  • Thayanna Vieira Costa Postgraduate Program in Agroecology, Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, MA http://orcid.org/0000-0002-5121-5330
  • Orlando Carlos Huertas Tavares Postgraduate Program in Soil Science, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ http://orcid.org/0000-0001-9581-0994
  • José Ribamar Gusmão Araujo Postgraduate Program in Agroecology, Universidade Estadual do Maranhão, São Luís, MA http://orcid.org/0000-0002-1430-9717

Palavras-chave:

Inoculação. Micorriza. Propagação vegetativa.

Resumo

O uso de microrganismos benéficos como os fungos micorrízicos arbusculares (FMA) pode favorecer tanto a fase de crescimento quanto a estabilização das mudas de espécies frutíferas após transplante. O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da inoculação de diferentes espécies de FMA no desenvolvimento de mudas de acerola oriundas de estacas herbáceas e semilenhosas. Estacas herbáceas e semilenhosas, previamente enraizadas, foram coladas em tubetes de 500 ml com substrato Plantmax® e inoculadas com três espécies de fungos micorrízicos (Gigaspora margarita – Gimarg, Claroideoglomus etunicatum – Claetun e Glomus clarum – Glclar) isoladas e combinadas (Gimarg+Claetun, Gimarg+Glclar, Claetun+Glclar e Gimarg+Claetun+Glclar). O delineamento estatístico utilizado foi inteiramente casualizado, esquema fatorial 2 x 8 (dois tipos de estacas e oito tipos de inoculação, incluindo o controle sem FMA) com dez repetições. As mudas foram mantidas em casa de vegetação por 100 dias e altura foi mensurada a cada 15 dias para determinação da taxa de crescimento absoluta e relativa (TCA e TCR). Ao final do experimento as mudas foram sacrificadas e determinadas massa fresca e seca da parte aérea e raízes e taxa de colonização micorrízica. Os resultados indicam potencial para a produção de mudas de Malpigia emarginata D.C. por estacas inoculadas com FMA com tendência à redução do tempo para transplantio. A combinação Gimarg+Claetun promoveu maiores taxas de crescimento absoluto e altura de mudas oriundas de estacas herbáceas. A espécie Glomus clarum, isolada ou associada com C. etunicatum promovem maiores taxas de colonização em mudas de origem herbácea e semilenhosas, respectivamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

20-05-2019

Edição

Seção

Agronomia