DIVERSIDADE DA FAUNA EDÁFICA EM DIFERENTES SISTEMAS DE OCUPAÇÃO DO SOLO

Autores

Palavras-chave:

Artrópodes edáficos. Qualidade do solo. Invertebrados do solo.

Resumo

O solo é o habitat de vários organismos que desempenham funções essenciais para o ecossistema, cujo conjunto de funções e interações são modificadas pelas diferentes maneiras de ocupação do solo. Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar a diversidade da fauna edáfica em diferentes sistemas de ocupação do solo. O estudo foi desenvolvido em diferentes sistemas de ocupação do solo: milheto, milho, soja, eucalipto, cerrado preservado, cerrado antropizado e pastagem, onde foram instaladas 130 armadilhas do tipo pitfall por tratamento. Os organismos da fauna do solo foram identificados a nível de grandes grupos (ordens e família), e, depois, os índices de diversidade biológica: índice de Shannon, índice de Pielou, riqueza e abundância média e total. A maior abundância foi encontrada para milheto (9.974 indivíduos), e os menores valores de abundância foram verificados para soja (222 indivíduos) e milho (824 indivíduos), respectivamente. A distribuição uniforme dos grupos na área de soja, devido ao manejo homogêneo da área, proporcionou o maior índice biológico (H’=2,69). A análise de componentes principais (PCA) explicou no eixo principal 50,9% dos dados e no eixo secundário 34,6% dos dados. Os diferentes sistemas de ocupação do solo, apresentaram abundância e diversidade distinta, demonstrando como a ocupação do solo interfere sobre a dinâmica da fauna invertebrada do solo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-08-2019

Edição

Seção

Agronomia