PRODUTIVIDADE E CARACTERÍSTICAS BIOMÉTRICAS DO MILHO SUBMETIDO A POPULAÇÕES DE PLANTAS E DOSES DE TRINEXAPAC-ETHYL

Autores

  • Luiz Fernando Pricinotto Department of Agricultural Development, Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Cianorte, PR http://orcid.org/0000-0003-2600-8564
  • Claudemir Zucareli Postgraduate Program of Agronomy, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR http://orcid.org/0000-0002-5260-0468
  • André Sampaio Ferreira Postgraduate Program of Agronomy, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR http://orcid.org/0000-0002-8224-9269
  • Leandro Teodoski Spolaor Postgraduate Program of Genetics and Breeding, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR http://orcid.org/0000-0002-7704-7400
  • Inês Cristina de Batista Fonseca Postgraduate Program of Agronomy, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR http://orcid.org/0000-0003-0129-8534

Palavras-chave:

Aussombreamento. Densidade de plantas. Regulador de crescimento. Zea mays L.

Resumo

O uso de biorreguladores na agricultura pode alterar a morfologia das plantas de milho, aumentando a produtividade da cultura pela possibilidade do incremento populacional. O trabalho objetivou avaliar os efeitos de populações de plantas associadas às doses de trinexapac-ethyl (TE) sobre as características biométricas da parte aérea e a produtividade de grãos de cultivares de milho contrastantes quanto à arquitetura de plantas. Experimentos foram conduzidos a campo, em duas safras, com os híbridos 2B710 HX (folha plana) e Status TL (folha ereta), utilizando blocos casualizados (quatro repetições) com tratamentos em esquema fatorial 5 x 5, sendo cinco populações de plantas (40; 60; 80; 100 e 120 mil plantas ha-1) e cinco doses de TE (0; 100; 200; 300 e 400 g de i.a. ha-1), aplicadas via pulverização foliar no estádio V6. Foram avaliadas as alturas de plantas e de inserção da espiga, o diâmetro do colmo, o índice de área foliar e a produtividade de grãos. O incremento na população aumenta a altura de plantas, a inserção da espiga e o índice de área foliar, porém reduz o diâmetro do colmo. O biorregulador TE reduz as alturas de plantas e de inserção da espiga. A interação de população de plantas e TE favorece a produtividade do milho, com maiores valores observados nas combinações de 93,4 mil plantas ha-1 com a dose de 176 g ha-1 de TE para o híbrido 2B710 HX e 92,2 mil plantas ha-1 com a dose de 251 g ha-1 de TE para o híbrido Status TL.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

26-08-2019

Edição

Seção

Agronomia