COMPORTAMENTO DE NOVILHAS PANTANEIRA E GIROLANDO CRIADAS EM PASTAGENS NAS QUATRO ESTAÇÕES DO ANO

Autores

  • Pedro Gustavo Loesia Lima Department of Animal Sciences, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR http://orcid.org/0000-0002-5319-5409
  • Marcus Vinicius Morais de Oliveira Department of Animal Sciences, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Aquidauana, MS http://orcid.org/0000-0002-3388-6050
  • Marcio Gregório Rojas dos Santos Department of Animal Sciences, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Aquidauana, MS http://orcid.org/0000-0001-6518-7927
  • Kheyciane Viana da Silva Department of Animal Sciences, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Aquidauana, MS http://orcid.org/0000-0002-4873-3364
  • Vitória Soares Department of Animal Sciences, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Aquidauana, MS http://orcid.org/0000-0003-4945-6052

Palavras-chave:

Gado naturalizado. Conforto animal. Etologia. Sombra.

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar a dinâmica alimentar e fisiológica de novilhas Pantaneira e Girolando criadas em pastagem e a preferência por três tipos de sombras naturais. Foram utilizados 14 animais, sete de cada raça, com peso médio de 328 kg (Pantaneira) e 430 kg (Girolando). O pasto consistia em Panicum maximum. Foi avaliado o comportamento dos animais em áreas abertas e sob as copas das árvores (Anadenanthera colubrina; Terminalia argentea e Mangifera indica). Duas observações de 24 horas foram realizadas por estação, totalizando 192 horas de coleta de dados. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, utilizando arranjos fatorial 4 × 2 × 3 (estação × raça × copa) e 4 × 2 (estação e raça), com 7 repetições. M. indica foi a espécie arbórea preferida pelas duas raças em todas as estações. Os animais Girolando permaneceram mais tempo sob o dossel das árvores durante o inverno e a primavera. A dinâmica alimentar das duas raças foi semelhante, com efeito sazonal nas variáveis de ruminação em pé (RP) e interação social, com Girolando gastando mais tempo de RP na primavera (230,0 min) e menor interação no verão (53,57 min). Animais Girolando procuraram por água com mais frequência durante o verão. Não foram encontradas diferenças estatísticas ou interações entre fatores para micção e defecação dos animais, exceto para a defecação no período de verão, que foi maior que nas demais estações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-08-2019

Edição

Seção

Zootecnia