VARIABILIDADE ESPACIAL DA CONDUTIVIDADE HIDRÁULICA SATURADA DO SOLO SOB CULTIVO DE CACAU NO RECÔNCAVO BAIANO

Autores

  • Gerlange Soares da Silva Postgraduate Program in Agricultural Engineering, Nucleus of Water and Soil Engineering, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, BA http://orcid.org/0000-0002-0254-2159
  • Jucicléia Soares da Silva Brazilian Agricultural Research Corporation - Embrapa Semi-Árido, Petrolina, PE http://orcid.org/0000-0003-3409-0326
  • Francisco Adriano de Carvalho Pereira Postgraduate Program in Agricultural Engineering, Nucleus of Water and Soil Engineering, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, BA http://orcid.org/0000-0002-3528-3261
  • Rodrigo Almeida Santana Center for Agrarian, Environmental and Biological Sciences, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, BA http://orcid.org/0000-0002-2293-5996
  • Rafael Silva Firmo Center for Agrarian, Environmental and Biological Sciences, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Cruz das Almas, BA http://orcid.org/0000-0001-5456-6446
  • Oswaldo Palma Lopes Sobrinho Postgraduate Program in Agrarian Sciences, Agronomy, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano, Rio Verde, GO http://orcid.org/0000-0002-4632-695X

Palavras-chave:

Theobroma cacao L. Agricultura de precisão. Geoestatística. Atributos físico-hídricos do solo.

Resumo

O cultivo de cacau irrigado abriu espaço para a produção em solos de Tabuleiros Costeiros. Porém, nesta região, a camada coesa formada próxima da superfície, pode ser um fator limitante para sua produção. O conhecimento dos atributos físico-hídricos do solo possibilitará um manejo eficiente da irrigação em solos coesos. Com isso, objetivou-se caracterizar e modelar a variabilidade espacial da condutividade hidráulica saturada em Latossolo Amarelo Distrocoeso dos Tabuleiros Costeiros do Recôncavo Baiano. A amostragem de solo na estrutura indeformada foi realizada em 50 pontos espaçados de 8,0 em 8,0 m, em três diferentes profundidades na área experimental da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, em Cruz das Almas - BA, cultivada com cacau CCN 51. Determinou-se em laboratório a K0 utilizando permeâmetro de carga constante, distribuição de poros utilizando mesa de tensão e a densidade do solo. Realizou-se análises descritiva e de geoestatística. Em média os valores da K0 foram 40,41 mm h-1, 26,49 mm h-1 e 37,82 mm h-1 nas profundidades 0,0-0,15 m, 0,15-0,30 m e 0,30-0,45 m. O modelo gaussiano foi o que melhor se ajustou ao conjunto de dados da K0. Para a classe de solo avaliada, a K0 apresentou uma forte dependência espacial devido a sua relação com as propriedades físicas do solo, seu uso e manejo. Podendo assim, ser considerado um importante atributo para a delimitação de zonas homogêneas para fins de manejo sítio específicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-08-2019

Edição

Seção

Engenharia Agrícola