EFEITO DA COMPETIÇÃO NA INTERAÇÃO ENTRE MILHO E PLANTAS DANINHAS EXPOSTAS À DEFICIÊNCIA HÍDRICA

Autores

  • Cláudia Daianny Melo Freitas Master in Agronomy/Fitotecnia, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, RN http://orcid.org/0000-0001-5243-5071
  • Fernando Sarmento de Oliveira Department of Agronomic and Forest Sciences, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, RN http://orcid.org/0000-0002-4019-5899
  • Hélida Campos de Mesquita Instituto Federal de Ciência e Tecnologia, Apodi, RN http://orcid.org/0000-0003-0357-6841
  • Alanna Oliveira Cortez Master in Environment, Technology and Society, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, RN http://orcid.org/0000-0001-6657-0442
  • Maria Alice Formiga Porto Department of Agronomic and Forest Sciences, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, RN http://orcid.org/0000-0001-7299-2844
  • Daniel Valadão Silva Department of Agronomic and Forest Sciences, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, RN http://orcid.org/0000-0003-0644-2849

Palavras-chave:

Zea mays. Bidens pilosa. Urochloa decumbens. Crescimento. Estresse hídrico.

Resumo

A capacidade de adaptação das plantas a condição de deficiência hídrica no solo está diretamente relacionada à habilidade competitiva por água de cada espécie. O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da deficiência hídrica e da competição interespecífica nos componentes de crescimento de milho, Urochloa decumbens e Bidens pilosa. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 8 repetições. Os tratamentos foram arranjados em fatorial 5 x 2, com o primeiro fator constituído dos arranjos das espécies (milho + U. decumbens; milho + B. pilosa; milho, U. decumbens e B. pilosa sem competição) e o segundo fator composto por dois regimes hídricos (irrigação diária e déficit hídrico). O déficit hídrico no solo reduziu fortemente o crescimento das plantas de milho, no entanto, teve pouco ou nenhum efeito sobre o crescimento das plantas daninhas U. decumbens e B. pilosa. A competição interespecífica reduziu o crescimento das plantas de milho e U. decumbens, e intensificou os efeitos negativos do déficit hídrico nestas espécies. A competição interespecífica e o déficit hídrico também reduziram os conteúdos de N, P e K nas plantas de milho, o que também contribui para os efeitos no crescimento das plantas. U. decumbens foi mais competitivo com o milho em comparação com B. Pilosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-27

Edição

Seção

Agronomia