ALTERAÇÕES ELETROCARDIOGRÁFICAS DE UM CÃO COM ESTENOSE DE VALVA PULMONAR, ANTES E APÓS TERAPIA A BASE DE MALEATO DE ENALAPRIL E ATENOLOL

  • Jorge Cardoso da Silva Filho
  • Rodrigo Prevedello Franco
  • Paulo Sérgio Jorge

Resumo

A estenose da valva pulmonar é uma malformação congênita cardíaca, caracterizada pelo comprometimento na via de saída do ventrículo direito levando a sinais clínicos de insuficiência cardíaca congestiva (ICC). Portanto, objetivou-se relatar as alterações eletrocardiográficas de um cão, fêmea, poodle, oito meses de idade, portador de estenose de valva pulmonar assintomático, antes e após terapia a base de maleato de enalapril e atenolol. Ao exame físico foi observado taquicardia e sopro sistólico em foco pulmonar grau V/VI e tricúspide grau III/VI, com o diagnóstico firmado por meio dos exames radiográfico, eletrocardiográfico e ecodopplercardiográfico; e terapêutica instituída a base de maleato de enalapril (0,50mg/kg) uma vez ao dia e atenolol (0,25 mg/kg) a cada 12 horas, ambos por via oral. Inicialmente, o eletrocardiograma (ECG) apontou taquicardia sinusal (250 bpm) e aumento na amplitude das ondas PmV, SmV e TmV, sugerindo sobrecarga atrial e ventricular direita, hipóxia do miocárdio, com desvio eixo cardíaco à direita. Com 15, 90, 120 e 210 dias de terapia subsequentes, os ECGs demonstraram ritmo sinusal com redução gradativa da frequência cardíaca e nos valores de amplitude das ondas P, S e TmV. As alterações descritas sugeriram a melhora do traçado eletrocardiográfico em virtude da redução na pré e pós-carga cardíaca, obtida por meio da terapia. Portanto, concluiu-se que os eletrocardiogramas realizados durante o período de sete meses subseqüentemente, evidenciaram alterações eletrocardiográficas que demonstram os benefícios da terapia baseada no maleato de enalapril associado ao atenolol no cão portador da estenose da válvula pulmonar. Palavras-Chave: Cardiopatia, congênita, eletrocardiograma, cães.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-01-17
Seção
Clinical Reports / Casos Clínicos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor (es)