Perdas fermentativas de silagens de capim-elefante (Pennisetum purpureum Schum.) com níveis crescentes de feno de gliricídia (Gliricidia sepium)

  • Weverton Filgueira Pacheco Universidade Federal do Ceará
  • Maria Socorro de Souza Carneiro Universidade Federal do Ceará
  • Andrea Pereira Pinto Universidade Federal do Ceará
  • Ricardo Loiola Edvan Universidade Federal do Piauí
  • Paulo César Lopes de Arruda Universidade Federal do Ceará
  • Anna Beatriz Rêgo do Carmo Universidade Federal do Ceará

Resumo

O trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar as características físicas e o perfil fermentativo de silagem de capim-elefante com diversas proporções de feno de gliricídia, utilizando-se mini-silos experimentais em delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos: 100% capim-elefante, 95% de capim-elefante com 5% de feno de gliricídia, 90% de capim-elefante com 10% de feno de gliricídia, 80% de capim-elefante com 20% de feno de gliricídia e 60% de capim-elefante com 40% de feno de gliricídia, com cinco repetições por tratamento. A adição de feno de gliricídia nas silagens de capim-elefante ocasionou efeito linear às variáveis MS e MES e CT. Houve resposta quadrática para as variáveis ME, PE e RMS, e efeito cúbico para as variáveis PG, pH e NA. As silagens apresentaram pH variando de 4,18 para silagens sem adição de feno a 4,38 para silagens com 40% de adição de feno. O teor de NA foi maior para silagens sem adição de feno (12,24%) e menor em silagens com 40% de adição de feno (1,40%). As silagens sem adição de feno apresentaram menor capacidade tampão (41,69 n.e.mg/100g MS) e as silagens com 40% de adição de feno apresentaram maior valor de capacidade tampão (52,45 n.e.mg/100g MS). O aditivo melhorou as características físicas e o perfil fermentativo das silagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Weverton Filgueira Pacheco, Universidade Federal do Ceará
Graduado em Zootecnia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Mestre em Zootecnia (UFC/UFPE/UFPB) no segmento de Produção e nutrição animal. Doutorando em Zootecnia pela Universidade Federal do Ceará (UFC).
Maria Socorro de Souza Carneiro, Universidade Federal do Ceará
Professora Doutora em Forragicultura do Depto de Zootecnia da UFC.
Andrea Pereira Pinto, Universidade Federal do Ceará
Professora Doutora em Nutrição Animal do Depto de Zootecnia da UFC.
Ricardo Loiola Edvan, Universidade Federal do Piauí
Professor Doutor em Forragicultura do Depto de Zootecnia da UFPI.
Paulo César Lopes de Arruda, Universidade Federal do Ceará
Doutorando em Zootecnia da UFC
Anna Beatriz Rêgo do Carmo, Universidade Federal do Ceará
Mestre em Zootecnia da UFC
Publicado
2015-02-05
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa