Ocorrência de Pulex irritans Linnaeus,1758 em Tamandua tetradactyla no município de Serra do Mel, Rio Grande do Norte, Brasil

  • Josivania Soares Pereira Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Carla Rayane de Oliveira Nogueira Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Weibson Paz Pinheiro Andre Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Ericka Natália Bessa Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Kaliane Alessandra Rodrigues de Paiva Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Zuliete Aliona Araújo de Souza Fonseca Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Wesley Adson Costa Coelho Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Sílvia Maria Mendes Ahid Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Resumo

Os tamanduás são conhecidos como portadores de agentes zoonóticos, incluindo bactérias e protozoários, o que representa um impacto na saúde pública, uma vez que estes animais podem ser manuseados e também consumidos pelo homem. Vários fatores têm ocasionado a diminuição deste animal em seus habitats, dentre eles doenças desencadeadas por agentes patogênicos como os ectoparasitos. Nesta linha, o presente trabalho objetivou notificar pela primeira vez a ocorrência de infestação por Pulex irritans em Tamanduá tetradactyla no município de Serra do Mel, RN, Brasil. Nesta mesma localidade, um espécime adulto, macho de T. tetradactyla, foi encontrado em condições naturais em uma propriedade. Na ocasião, realizou-se contenção mecânica para recuperação de ectoparasitos. Estes foram identificados através de literatura específica e com auxilio da estereomicroscopia e microscopia óptica de luz. Do T. tetradactyla recuperou-se 17 exemplares de P. irritans sendo 15 fêmeas e 2 machos. No Brasil, Considerando o estado do Rio Grande do Norte para alguns municípios já foi descrita infestação por P. irritans para vários hospedeiros, incluindo T. tetradactila. Porém, para o município de Serra do Mel, localizado neste mesmo Estado, esta é a primeira vez que se observa o parasitismo por P. irritans infestando este animal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-07-07
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor (es)