SAZONALIDADE E VARIAÇÃO NA QUALIDADE DO LEITE DE BÚFALAS NO RIO GRANDE DO NORTE

  • Marco Hamilton Barros da Costa Filho
  • Dorgival Morais de Lima Júnior Universidade Federal de Alagoas
  • Adriano Henrique do Nascimento Rangel
  • Felipe José Santos da Silva
  • Luciano Patto Novaes
  • José Geraldo Bezerra Galvão Júnior
  • Maria Josilaine Matos do Santos Silva
  • Greicy Mitzi Bezerra Moreno

Resumo

Objetivou-se verificar a influência das estações do ano, sobre a composição e qualidade higiênica do leite de búfalas leiteiras da raça Murrah na região agreste do Rio Grande do Norte, durante o período de Abril de 2010 a Abril de 2011. Para avaliar o efeito da estação do ano na qualidade do leite, o ano foi dividido de duas formas: em duas épocas, a chuvosa e seca e em estações: primavera, verão, outono e inverno. Os percentuais de gordura, sólidos totais e extrato seco desengordurado foram maiores (P>0,05) no período seco do ano, enquanto que o nitrogênio uréico do leite e contagem de células somáticas foram maiores (P>0,05) no período chuvoso. Não houve diferença significativa (P>0,05) para proteína, lactose e contagem bacteriana total entre os períodos seco e chuvoso. No período do verão ocorreu um maior equilíbrio entre os componentes do leite e na qualidade higiênica. Os componentes do leite de búfalas variaram em função das estações do ano. O leite produzido no verão parece ser de melhor qualidade no agreste do Rio Grande do Norte. O leite produzido na época seca apresenta maiores teores de gordura, sólidos totais e extrato seco desengordurado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-02-05
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor (es)

1 2 3 > >>