ESTUDO RETROSPECTIVO DE BIÓPSIAS DE PELE: UM COMPARATIVO DA DERMATITE ATÓPICA CANINA COM AS DEMAIS DERMATOSES

  • Joaquim Elias Diogo UFMT
  • Samara Rosolem Lima UFMT
  • Naiani Domingos Gasparetto UFMT
  • Arleana Bom Parto Ferreira Almeida Departamento de Clínica Médica Veterinária Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Universidade Federal de Mato Grosso
  • Caroline Argenta Pescador Departamento de Clínica Médica Veterinária Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Universidade Federal de Mato Grosso
  • Valéria Régia Franco Sousa Departamento de Clínica Médica Veterinária Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária Universidade Federal de Mato Grosso

Resumo

A Dermatite Atópica Canina (DAC) é uma doença de fundo genético que promove deficiência no funcionamento da barreira epidérmica e sensibilização alérgica do indivíduo a alérgenos ambientais. Encontram-se predispostos cães de várias raças e com idade média de um e três anos. O diagnóstico exige tempo, pois a DAC deve ser excluída das doenças pruriginosas, sendo assim o presente trabalho teve como objetivo realizar estudo retrospectivo dos casos de cães submetidos a biópsias de pele, e associar os achados clínicos e laboratoriais dos casos de DAC com as demais dermatoses não neoplásicas. Cinquenta e duas biópsias de pele foram realizadas, sendo 11 de cães com DAC, 14 (26,92%) sem DAC e 27 (51,92%) com doenças neoplásicas. O prurido foi observado em todos os cães atópicos e a idade de surgimento dos sinais foi de 4,4 anos. A dermatofitose e a infecção por Staphylococcus sp. e /ou Malassezia sp. foram as doenças mais frequentes nos casos de DAC. A biopsia é mais um recurso diagnóstico, que somado aos achados clínico-epidemiológicos auxilia na confirmação da DAC, melhorando a qualidade de vida dos cães portadores da doença e dos seus proprietários.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-07-16
Seção
Short Communications / Comunicações curtas