Aspectos clínico-patológicos da gastrite ulcerativa em gatos associadas uso de anti-inflamatórios não esteroides

  • Fabiana Elias Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS
  • Juliano Menegoto Universidade Federal da Fronteira Sul -UFFS
  • Altamir Dos Santos Corso Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS
  • Gabrielle Coelho Freitas Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS
  • Carlos Eduardo Fonseca-Alves Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista - UNESP - Botucatu.

Resumo

Inúmeras etiologias são descritas como causadoras de úlceras gástricas em pequenos animais, dentre elas, destaca-se a administração indiscriminada de anti-inflamatórios não esteroides (AINES). É uma afecção de curso clínico assintomático, de difícil diagnóstico e com consequências graves à saúde do paciente. Embora bem documentada em cães, há poucas descrições da gastrite ulcerativa em gatos devido ao uso de AINES. Devido à importância dos AINES na rotina clínica de pequenos animais, este trabalho visa relatar e alertar a morte de três gatos em consequência de gastrite ulcerativa associada a peritonite secundária. Durante exame necroscópico, observaram-se perfurações na região de piloro estomacal com bordos brancos e arredondados, além de grande quantidade de líquido na cavidade abdominal, hiperemia, presença de fibrina nos três pacientes. Apesar de poucos relatos descreverem a ocorrência de úlceras gastrointestinais em felinos, infere-se que estas tenham sido provocadas pelo efeito da administração prolongada e em doses inadequadas de AINES.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-10-01
Seção
Clinical Reports / Casos Clínicos