DIETA DE CAPIVARA (HYDROCHOERUS HYDROCHAERIS, LINNAEUS, 1766) EM AMBIENTE URBANO, PARQUE MUNICIPAL TINGUI, CURITIBA – PR

  • Ariádina Tonetti
  • Daniela Biondi

Resumo

Devido à redução das áreas naturais em detrimento aos avanços tecnológicos, a fauna silvestre está ocupando também o ambiente urbano. Entre esses animais, a capivara (Hydrochaeris hydrochaeris) é uma das espécies de mamíferos que se beneficia dessas transformações ambientais, refugiando-se nas poucas áreas verdes presentes nas cidades. Apesar de ser um animal comumente encontrado em ambientes com influência urbana sua dieta é pouco conhecida nos parques urbanos de grandes cidades. Neste sentido, esta pesquisa visou analisar os itens alimentares consumidos por esta espécie no Parque Municipal Tingui em Curitiba - PR, por meio de observações de marcas deixadas em plantas forrageadas pelos animais. Os dados foram coletados sazonalmente (novembro/2010, fevereiro/2011, maio/2011 e agosto/2011) e as exsicatas identificadas pelo Museu Botânico, Curitiba - PR. Foram coletadas 130 espécies, sendo Poaceae a família que apresentou maior número. Os resultados indicaram que as capivaras se alimentam de plantas aquáticas e plantas com propriedades medicinais, que o número de espécies varia de acordo com a pluviosidade e que o predomínio de poáceas está relacionado às características da família. Este estudo também verificou consumo de ervas, arbustos e árvores em proporções semelhantes, que pode ser reflexo do ambiente restrito (fragmento urbano) onde as capivaras se encontram.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-01-01
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa