AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA E SENSORIAL DE DOCE EM PASTA ELABORADO COM SORO DE LEITE E PEDÚNCULO DO CAJU

  • Juliana de Abreu Costa UFPI
  • Aline Maria Dourado Rodrigues UFPI
  • Julliet Teixeira Oliveira Santos UFPI
  • Anatália Carreiro de Alencar IFPI
  • Rosana Martins Carneiro Pires IFPI
  • Maria Marlucia Gomes Pereira Nóbrega UFPI
  • Maria Christina Sanches Muratori UFPI

Resumo

Objetivou-se elaborar um doce com diferentes concentrações de massa do pedúnculo do caju e soro de leite, e verificar sua microbiologia por seis meses e a sua aceitabilidade sensorial. Foram desenvolvidas quatro formulações com diferentes percentuais de massa e soro de leite. Realizou-se teste de análise de variância, one-way ANOVA, post hoc test Tukey e transferiu-se os dados para o programa estatístico Graph Pad Prism 5.01 e SPSS 19.0 para análise de regressão. Foram realizadas análises microbiológicas durante 180 dias de armazenamento e análise sensorial. Não foi verificado contagem significativa dos micro-organismos pesquisados. Constatou-se boa aceitabilidade das formulações F1 (0%) e F2 (10%) com índices superiores à 70% para todos os atributos investigados, e intenção de compra de 74,00% e 79,40%, respectivamente. Os atributos obtiveram escores entre 6,14 e 7,34, sendo a menor atribuída à textura da formulação com 30%, e a maior, para a aceitação global da formulação com 10% de massa do pedúnculo do caju. Na análise de regressão linear não foi observada significância estatística para todos os parâmetros. Não houve ocorrência significativa dos microrganismos pesquisados. O doce apresenta maiores porcentagens e índices de aceitabilidade nas formulações com 0% e 10% da massa do pedúnculo do caju.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-03-04
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa