DESSENSIBILIZAÇÃO QUÍMICA, NEURECTOMIA PALMAR E COMPLICAÇÕES PÓS-CIRURGICAS EM EQUINO: RELATO DE CASO

  • Natanni C. Vitor Rocha Universidade Federal de Alagoas
  • Pierre Barnabé Escodro Universidade Federal de Alagoas
  • Jackellyne Laís Ferreira Lins Universidade Federal de Alagoas
  • Yane Fernandes Moreira Universidade Federal de Alagoas
  • Kezia dos Santos Carvalho Curso de Medicina Veterinária CESMAC- Alagoas
  • Fernando Wiecheteck Souza Universidade Federal de Alagoas

Resumo

Objetiva-se relatar o caso de um garanhão da raça Quarto de Milha de 12 anos, portador de síndrome degenerativa crônica podal e anquilose parcial na articulação metacarpo-falângica do membro torácico esquerdo, submetido à neurólise química palmar com cloreto de amônio 2%, exteriorizando eficácia analgésica e retorno à atividade esportiva por 40 dias. Após o período, foi realizado neurectomia palmar (NP), sendo que com 110 dias o equino apresentou neuromas dolorosos, sendo submetido à nova cirurgia. Há necessidade de mais relatos e pesquisas envolvendo a NP em equino avaliando: tempo e qualidade de analgesia; complicações após NP; reais riscos proprioceptivos ao animal e avaliação de fatores de risco na formação de neuromas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pierre Barnabé Escodro, Universidade Federal de Alagoas
Professor Adjunto de Clínica Cirúrgica de Grandes Animais e Clínica Médica de Equídeos da UFAL
Publicado
2016-03-04
Seção
Clinical Reports / Casos Clínicos