CONCENTRAÇÕES SÉRICAS DE CISTATINA C EM MACACOS-DANOITE (Aotus azarai infulatus)

  • Frederico Ozanan Barros Monteiro Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA Programa de Pós-graduação em Saúde e Produção Animal na Amazônia
  • Maria Vivina Barros Monteiro Universidade Federal do Pará Faculdade de Medicina Veterinária
  • Ediene Moura Jorge Universidade Federal do Pará Faculdade de Medicina Veterinária
  • Ednaldo Silva Filho Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA
  • Wellington Bandeira da Silva Centro Nacional de Primatas Serviço de Laboratório Clínico de Primatas
  • Aline Amaral Imbeloni Centro Nacional de Primatas Serviço de Clínica e Cirurgia de Primatas
  • Diana Célia Sousa Nunes-Pinheiro Universidade Estadual do Ceará Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias

Resumo

Em medicina veterinária, a função renal geralmente é avaliada por determinações séricas de ureia e creatinina. No entanto, estes marcadores mostram baixa sensibilidade para detecção precoce de insuficiência renal, sendo alterados quando grande parte da função renal está comprometida. Biomarcadores mais sensíveis têm sido utilizados, entre os quais se destaca a Cistatina C (CisC). No entanto, os valores de referência para CisC ainda precisam ser estabelecidos para várias espécies de primatas não-humanos. O objetivo deste estudo foi determinar a concentração de CisC em Aotus azarai infulatus e avaliar os efeitos da idade, sexo e massa corporal sobre esses valores. Vinte e nove macacos (15 machos e 14 fêmeas) foram divididos em três faixas etárias: FE1 (1 a 3 anos, n = 9); FE2 (4 a 6 anos, n = 6), e FE3 (mais de 10 anos, n = 14). As concentrações CisC variaram de 0,63 a 1,60 mg/l. O sexo e a idade dos animais não influenciaram nos resultados para CisC, ureia e creatinina. A massa foi mais elevada (p < 0,05) em FE3 (1,17 ± 0,22 kg) quando comparada a FE1 (0,99 ± 0,07 kg) e não diferiu significativamente de FE2 (0,98 ± 0,10 kg). Contudo, vale ressaltar que CisC não sofre influência com a massa corporal, por isso ela é um bom biomarcador para função renal. Este é o primeiro estudo sobre a determinação de CisC no gênero Aotus e os valores obtidos podem ser utilizados como referência para esta espécie.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-03-08
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor (es)