RESPOSTAS DE CULTIVARES DE SOJA À ADUBAÇÃO NITROGENADA TARDIA EM SOLOS DE CERRADO

  • Fabiano André Petter Universidade Federal do Piauí-UFPI Departamento de Agronomia Campus Profa. Cinobelina Elvas - CPCE Rod. BR 135, Km 03, Bairro Planlto Horizonte CEP: 64900-000 Bom Jesus-PI
  • Leandro Pereira Pacheco Universidade Federal do Piauí-UFPI Departamento de Agronomia Campus Profa. Cinobelina Elvas - CPCE Rod. BR 135, Km 03, Bairro Planlto Horizonte CEP: 64900-000 Bom Jesus-PI
  • Francisco de Alcântara Neto Universidade Federal do Piauí-UFPI Departamento de Agronomia Campus Profa. Cinobelina Elvas - CPCE Rod. BR 135, Km 03, Bairro Planlto Horizonte CEP: 64900-000 Bom Jesus-PI
  • Glênio Guimarães Santos Universidade Federal do Piauí-UFPI Departamento de Agronomia Campus Profa. Cinobelina Elvas - CPCE Rod. BR 135, Km 03, Bairro Planlto Horizonte CEP: 64900-000 Bom Jesus-PI
Palavras-chave: Glycine max. Produtividade. Fertilização. Componentes de produção. Fixação biológica.

Resumo

Objetivou-se avaliar o efeito da aplicação tardia de diferentes doses de nitrogênio em diferentes cultivares de soja. O delineamento experimental foi blocos ao acaso com quatro repetições em esquema fatorial 3 x 5, compostos pela combinação três variedades de soja: Conquista (ciclo precoce), Pioneer 98C81 (ciclo médio) e M-Soy 9350 (ciclo tardio) e cinco doses de nitrogênio: zero; 20; 40; 80 e 160 kg ha-1, aplicado no estádio fenológico R.1 (início da floração), utilizando-se uréia como fonte de nitrogênio. A aplicação de 20 e 40 kg ha-1 de N proporcionou aumento no número de vagens por planta em todos os cultivares. Efeito no peso de mil sementes foi verificado apenas para o cultivar conquista, com a aplicação de 20 e 40 kg ha-1 de N. A produtividade foi reduzida com a aplicação de 80 e 160 kg ha-1 de N e aumentada com a aplicação de 20 e 40 kg ha-1 de N. Houve comportamento semelhante dos cultivares quanto aos componentes de produção e produtividade quando submetidos à aplicação de nitrogênio de forma tardia. Embora se observasse aumento na produção em torno de 300 kg ha-1, ainda é economicamente inviável a aplicação de nitrogênio na cultura da soja.
Publicado
2011-11-01
Seção
Agronomia