ATIVIDADE MICROBIOLÓGICA DO SOLO E PRODUTIVIDADE DO MILHO ADUBADO COM LEGUMINOSAS E DOSES DE ESTERCO

Palavras-chave: Zea mays. Adubação verde. Enzimas.

Resumo

O milho é um importante cereal muito utilizado no mundo, tanto como alimentação para humanos como para animais. O nitrogênio (N) é um nutriente requerido em grande quantidade pelo milho, e os solos são limitantes em atender essa necessidade. As leguminosas nodulantes podem ser utilizadas como fonte de Nitrogênio, por formarem associações simbióticas com bactérias capazes de fixar N atmosférico, outra importante fonte desse nutriente é o esterco bovino, utilizado largamente na agricultura. O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito do uso de leguminosas e esterco bovino na produção e qualidade microbiana e bioquímica do solo cultivado com milho. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos ao acaso, em esquema de parcela sub-subdividida [(2x4) +2], sendo duas leguminosas (feijão guandu anão e feijão macassar), quatro doses de esterco bovino (0, 20, 40 e 60 t ha-1), mais dois tratamentos controle um com adubação mineral e outro sem o emprego de adubos. O tratamento utilizando a dose 60 t ha-1 de esterco com a leguminosa Guandu anão apresentou maior produção de massa seca por planta. O aumento das doses de esterco foi diretamente proporcional ao comprimento e peso das espigas para as duas leguminosas. As atividades enzimáticas responderam às diferentes doses e leguminosas, com maiores resultados na dose de 60 t ha-1 com a leguminosa macassar. O uso de leguminosa com esterco melhorou a produção de milho e a qualidade microbiológica e bioquímica dos solos.

Referências

ALCÂNTARA, F. A. et al. Adubação verde na recuperação da fertilidade de um Latossolo vermelho escuro. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 35, n. 3, p. 277-288, 2000.

BASI, S. et al. Influência da adubação nitrogenada sobre a qualidade da silagem de milho. Revista Brasileira de Tecnologia Aplicada nas Ciências Agrárias, Guarapuava, v. 4, n. 3, p. 219-234, 2011.

BELO, E. S. et al. Decomposição de diferentes resíduos orgânicos e efeito na atividade microbiana em um Latossolo Vermelho de Cerrado. Global Science and Technology, Rio Verde, v. 5, n. 3, p. 107-116, 2012.

BODDEY, R. M. et al. Carbon accumulation at depth in Ferralsols under zero-till subtropical agriculture. Global Change Biology, Illinois, v. 16, n. 2, p. 784-795, 2010.

BRANDÃO, S. S. et al. Adubação verde contribuindo para ciclagem de nutrientes em ambientes irrigados no semiárido brasileiro. Journal of Environmental Analysis and Progress, Recife, v. 2, n. 4, p. 519-525, 2017.

BURNS, R. G. et al. Soil enzymes in a changing environment: current knowledge and future directions. Soil Biology and Biochemistry, Leicestershire, v. 58, n. 1, p. 216–234, 2013.

CAMARA, F. T. et al. Produtividade de milho verde em função do manejo da adubação na região do Cariri cearense. Revista Cultivando o Saber, Cascavel, v. 9, n. 4, p. 412-425, 2016.

CARDOSO, M. J. et al. Produtividade e espiga verde de milho sob diferentes níveis de nitrogênio. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 28, n. 2, p. S3786-S3789, 2010.

CHAER, M. G.; TÓTOLA, M. R. Impacto do manejo de resíduos orgânicos durante a reforma de plantios de eucalipto sobre indicadores de qualidade do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 31, n. 6, p. 1381-1396, 2007.

CUNHA, E. Q. et al. Sistemas de preparo do solo e culturas de cobertura na produção orgânica de feijão e Milho. II - atributos biológicos do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 35, n. 1, p. 603-611, 2011.

DICK, R. P.; SANDOR, J. A.; EASH, N. S. Soil enzyme activities after 1500 years of terrace agriculture in the colcavalley, peru. Agriculture Ecosystems Environment, Switzerland, v. 50, n. 2, p. 123-131, 1994.

DOAN, T. T. et al. Impact of compost, vermicompost and biochar on soil fertility, maize yield and soil erosion in Northern Vietnam: A three year mesocosm experiment. Science of the Total Environment, Barcelona, v. 514, n. 1, p. 147-154, 2015.

GUO, P. et al. Responses of soil microbial biomass and enzymatic activities to fertilizations of mixed inorganic and organic nitrogen at a subtropical forest in East China. Plant and Soil, Crawley, v. 338, n. 1-2, p. 355-366, 2011.

HEINRICHS, R. et al. Doses de nitrogênio em cobertura na cultura do milho. Revista Científica Eletrônica Agronomia, Graça, v. 2, n. 4, p. 1-5, 2003.

KANDELER, E.; GERBER, H. Short-term assay of soil uréase activity using color-imetric determination of ammonium. Biology and fertility of Soils, Florence, v. 6, n. 1, p. 68-72, 1988.

LANNA, A. C. et al. Atividade da fosfatase Ácida no solo com feijoeiro influenciado pela cobertura vegetal e sistemas de plantio. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 34, n. 6, p. 1933-1939, 2010.

MATSUOKA, M.; MENDES, I. C.; LOUREIRO, M. F. Biomassa microbiana e atividade enzimática em solos sob vegetação nativa e sistemas agrícolas anuais e perenes na região de Primavera do Leste (MT). Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 27, n. 3, p. 425-433, 2003.

MEDEIROS, E. V. et al. Absolute and specific enzymatic activities of sandy entisol from tropical dry forest, monoculture and intercropping areas. Soil and Tillage Research, Kiel, v. 145, n. 1, p. 208-215, 2015.

MEDEIROS, E. V. et al. Soil organic carbon, microbial biomass and enzyme activities responses to natural regeneration in a tropical dry region in Northeast Brazil. Catena, Amsterdam, v. 151, n. 1, p. 137-146, 2017.

MENDONÇA, E. S.; MATOS, E. S. Matéria orgânica do solo: Métodos de análises. 1. ed. Viçosa, MG: UFV. 2005, 107 p.

PIOTROWSKA, A.; WILCZEWSKI, E. Effects of catch crops cultivated for green manure and mineral nitrogen fertilization on soil enzyme activities and chemical properties. Geoderma, Beijing, v. 189, n. 1, p. 72-80, 2012.

RAGHOTHAMA, K. G.; KARTHIKEYAN, A. S. Phosphate acquisition. Plant and Soil, Crawley, v. 274, n. 1, p. 37-49, 2005.

RITCHIE, S. W.; HANWAY, J. J.; BENSON, G. O. How a corn plant develops. Ames: Iowa State University of Science and Technology, 1993. 26 p. (Special report, 48).

ROSA, D. M. et al. Desempenho da cultura do milho implantada sobre resíduos culturais de leguminosas de verão em sistema plantio direto. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 32, n. 4, p. 1287-1296, 2011.

SANGOI, L. et al. A aplicação de nitrogênio em cobertura não aumento o rendimento de grãos do trigo cultivado na presença do alumínio. Ciência Rural, Santa Maria, v. 38, n. 4, p. 912-920, 2008.

SINSABAUGH, R. L. et al. Extracellular enzyme activities and soil organic matter dynamics for northern hardwood forests receiving simulated nitrogen deposition. Biogeochemistry, Corvallis, v. 75, n. 2, p. 201-215, 2005.

SOUZA, E. P.; BRAGA, M. J.; CUNHA, D. A. Interdependência dos preços do milho no sul brasileiro. Revista de Economia, Rio de Janeiro, v. 36, n. 2, p. 71-90, 2010.

TABATABAI, M. A. Soil enzymes. In: MICKELSON, S. H.; WEAVER, R. W. (Eds.). Methods of Soil Analysis. Part 2: Microbiological and Biochemical Properties. Madison: Soil Science Society of America, 1994. v. 5, cap. 1, p. 778-833.

TROLOVE, S. N. et al. Progress in selected areas of rhizosphere on P acquisition. Australian Journal of Soil Research, Sydney, v. 41, n. 3, p. 471-499, 2003.

UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE, AGRICULTURAL MARKETING SERVICE - USDA. AMS. Grain Transportation Report, Washington, 2016. 21 p.

VARGAS, L. K.; SCHOLLES, D. Biomassa microbiana e produção de C-CO2 e N mineral de um podzólico vermelho-escuro submetido a diferentes sistemas de manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 24, n. 1, p. 35-42, 2000.

WANG, B. et al. Changes in soil nutrient and enzyme activities under different vegetations in the Loess Plateau area, Northwest China. Catena, Amsterdan, v. 92, n. 1, p. 186-195, 2012.

WALTER, I. et al. Short-term effects of poultry litter application on silage maize and soil chemical properties. Compost Science and Utilization, Ohio, v. 17, n. 3, p. 189-196, 2009.

Publicado
17-10-2018
Seção
Agronomia