TROCAS GASOSAS, RENDIMENTO QUÂNTICO E PIGMENTOS FOTOSSINTÉTICOS DA ACEROLEIRA SOB ESTRESSE SALINO E ADUBAÇÃO POTÁSSICA

Palavras-chave: Malphigia emarginata. Fisiologia. Potássio. Salinidade.

Resumo

Os recursos hídricos da região semiárida do Nordeste Brasileiro comumente possuem elevadas concentrações de sais, comprometendo a qualidade da água para agricultura. Desta forma, a adoção de práticas de manejo que viabilizem o uso de tais recursos na agricultura é fundamental. Neste trabalho, objetivou-se avaliar as trocas gasosas, o rendimento quântico e os pigmentos fotossintéticos da acerola enxertada submetida ao estresse salino e adubação potássica em condição de casa de vegetação no município de Campina Grande-PB. Os tratamentos foram distribuídos em blocos casualizados, sendo constituídos de dois níveis de condutividade elétrica da água - CEa (0,8 e 3,8 dS m-1) e quatro doses de potássio (50, 75; 100 e 125% da dose recomendada para a cultura), com três repetições. A dose de 100% correspondeu a 19,8 g de K2O por planta. As trocas gasosas a fluorescência da clorofila a e os pigmentos fotossintéticos da aceroleira são afetados negativamente pela irrigação com água de condutividade elétrica de 3,8 dS m-1 que compromete o aparato fotossintético da planta, situação observada através da redução da eficiência quântica do fotossistema II. As doses de potássio crescentes promovem incremento na taxa de transpiração, fluorescência máxima da clorofila a e no teor de clorofila b da aceroleira cultivada sob estresse salino, porém não atenuam os efeitos negativos da irrigação com água de 3,8 dS m-1 sobre a eficiência quântica potencial da acerola.

Referências

ADRIANO, E. et al. Qualidade de fruto da aceroleira cv. Olivier em dois estádios de maturação. Revista Brasileira Fruticultura, v. 33, sup., p. 541-545, 2011.

ARAÚJO, H. S. et al. Doses de potássio em cobertura na cultura da abóbora, Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 42, n. 4, p. 469-475, 2012.

ARNON, D. I. Copper enzymes in isolated cloroplasts: polyphenoloxidases in Beta vulgaris. Annual Reviews Plant Physiology, v. 24, n. 1, p. 1-15, 1949.

BAKER, N. R. Chlorophyll fluorescence: a probe of photosynthesis in vivo. Annual Reviews of Plant Biology, v. 59, s/n., p. 89-113, 2008.

BAKER, N. R.; ROSENQVIST, E. Applications of chlorophyll fluorescence can improve crop production strategies: an examination of future possibilities. Journal Experimental Botany, v. 55, n. 403, p. 1607-1621, 2004.

BONFIM-SILVA, E. M. et al. Leguminosa híbrida Java submetida à calagem em Latossolo Vermelho do Cerrado. Enciclopédia Biosfera, v. 7, n. 13, p. 1811-1820, 2011.

CAETANO, P. K. Processamento tecnológico e avaliação energética de geléia de acerola. 2010. 94 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia: Área de Energia na Agricultura) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Botucatu, 2010.

CAVALCANTE, L. F. et al. Clorofila e carotenoides em maracujazeiro-amarelo irrigado com águas salinas no solo com biofertilizante bovino. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 33, sup., p. 699-705, 2011.

DONAGEMA, G. K. et al. Manual de métodos de análise de solos. 2. ed. rev. Rio de Janeiro, RJ: Embrapa Solos, 2011. 230 p. (Embrapa Solos. Documentos, 132).

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Cultivar acerola BRS 366-Juburu. Fortaleza, CE: Embrapa Agroindústria Tropical, 2012. Folder.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a guide for its bootstrap procedures in multiple comparisons. Ciência e Agrotecnologia, v. 38, n. 2, p. 109-112, 2014.

FREIRE, J. L. O. et al. Rendimento quântico e trocas gasosas em maracujazeiro amarelo sob salinidade hídrica, biofertilização e cobertura morta. Revista Ciência Agronômica, v. 45, n. 1, p. 82-91, 2014.

FREIRE, J. L. O. et al. Teores de clorofila e composição mineral foliar do maracujazeiro irrigado com águas salinas e biofertilizante, Revista de Ciências Agrárias, v. 36, n. 1, p. 57-70, 2013.

GONÇALVES, E. R. et al. Trocas gasosas e fluorescência da clorofila a em variedades de cana-de-açúcar submetidas à deficiência hídrica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 14, n. 4, p. 378–386, 2010.

GORBE, E.; CALATAYUD, A. Applications of chlorophyll fluorescence imaging technique in horticultural research: a review. Scientia Horticulturae, v. 138, s/n., p. 24-35, 2012.

GURGEL, M. T.; GHEYI, H. R.; OLIVEIRA, F. H. T. Acúmulo de matéria seca e nutrientes em meloeiro produzido sob estresse salino e doses de potássio. Revista Ciência Agronômica, v. 41, n. 1, p. 18-28, 2010.

HEIDARI, M.; JAMSHID, P. Interaction between salinity and potassium on grain yield, carbohydrate content and nutrient uptake in pearl millet. ARPN Journal of Agricultural and Biological Science, v. 5, n. 6, p. 39-46, 2010.

HUSSAIN, S. et al. Physiological analysis of salt stress behavior of citrus species and genera: low chloride accumulation as an indicator of salt tolerance. South African Journal of Botany, v. 81, s/n., p. 103-112, 2012.

LACERDA, C. F. et al. Crescimento e acúmulo de íons em folhas de sorgo forrageiro submetido a soluções iso-osmóticas de sais (NaCl + KCl). Revista Ciência Agronômica, v. 34, n. 1, p. 1-6, 2003.

MACIEL, M. I. S. et al. Caracterização físico-química de frutos de genótipos de aceroleira (Malpighia emarginata D.C.), Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 30, n. 4, p. 865-869, 2010.

MEDEIROS, J. F. Qualidade da água de irrigação utilizada nas propriedades assistidas pelo “GAT” nos Estados do RN, PB, CE e avaliação da salinidade dos solos. 1992. 173 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola: Área de Concentração Irrigação e Drenagem) - Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, 1992.

MELO, A. S. et al. Chlorophyll and macronutrients content in leaf tissue of Musa sp ‘Prata-Anã’ under fertigation, African Journal of Agricultural Research, v. 9, n. 22, p. 1714-1720, 2014.

MENDES, H. S. J. et al. Respostas fisiológicas de genótipos de Eucalyptus grandis x E. urophylla à disponibilidade hídrica e adubação potássica. Revista Cerne, v. 19, n. 4, p. 603-611, 2013.

MUSSER, R. dos S. Tratos culturais na cultura da acerola. In: SÃO JOSÉ, A. R.; ALVES, R. E. (Eds.). Acerola no Brasil: Produção e mercado. Vitória da Conquista, BA: UESB, 1995. cap. 3, p. 47-52.

PÁDUA, L. S. et al. Produção de porta-enxerto de goiabeira cultivado com águas de diferentes salinidades e doses de nitrogênio, Revista Ciência Agronômica, v. 48, n. 4, p. 596-604, 2017.

PORTO, R. A. et al. Adubação potássica em plantas de rúcula: produção e eficiência no uso da água. Revista Agroambiente, v. 7, n. 1, p. 28-35, 2013.

PRAZERES, S. S. et al. Crescimento e trocas gasosas de plantas de feijão-caupi sob irrigação salina e doses de potássio, Revista Agroambiente, v. 9, n. 2, p. 111-118, 2015.

SÁ, F. V. S. et al. Water relations and gas exchanges of West Indian cherry under salt stress and nitrogen and phosphorus doses. Journal of Agricultural Science, v. 9, n. 10, p.168-177, 2017.

SILVA, A. R. A. et al. Pigmentos fotossintéticos e potencial hídrico foliar em plantas jovens de coqueiro sob estresse hídrico e salino, Revista Agroambiente, v. 10, n. 4, p. 317-325, 2016.

SILVA, F. G. et al. Trocas gasosas e fluorescência da clorofila em plantas de berinjela sob laminas de irrigação, Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 19, n. 10, p. 946-952, 2015.

SILVA, M. L. S.; TREVIZAM, A. R. Interações iônicas e seus efeitos na nutrição das plantas. Jornal Informações Agronômicas, v. 37, n. 149, p. 10-16, 2015.

SOARES, L. A. A. et al. Troca de CO2 do feijão-caupi irrigado com água salina e fertilização nitrogenada, Agropecuária Científica no Semi-Árido, v. 9, n. 3, p. 30-37, 2013.

SOUSA, J. R. M. et al. Impact of saline conditions and nitrogen fertilization on citrus production and gas exchanges, Revista Caatinga, v. 29, n. 2, p. 415-424, 2016.

SYVERTSEN, J. P., GARCIA-SANCHEZ, F. Multiple abiotic stresses occurring with salinity stress in citrus. Environmental and Experimental Botany, v. 103, s/n., p. 128-137, 2014.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 5. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2013. 954 p.

TATAGIBA, S. D. et al. Limitações fotossintéticas em folhas de plantas de tomateiro submetidas a crescentes concentrações salinas. Revista Engenharia na Agricultura, v. 22, n. 2, p. 138-149, 2014.

VIANA, E. M.; KIEHL, J. C. Doses de nitrogênio e potássio no crescimento do trigo. Bragantia, v. 69, n. 4, p. 975-982, 2010.

VIEIRA, D. A. P. et al. Fluorescência e teores de clorofilas em abacaxizeiro cv. Pérola submetido a diferentes concentrações de sulfato de amônio. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, n. 2, p. 360, 2010.

Publicado
2019-05-21
Seção
Engenharia Agrícola