ESTABELECIMENTO DE NORMAS DRIS PARA PALMA FORRAGEIRA CULTIVADA COM ADUBAÇÃO ORGÂNICA EM CONDIÇÕES SEMIÁRIDAS

Palavras-chave: Opuntia. Diagnose nutricional. Fertilidade. Orgânico. Cultivar Gigante.

Resumo

Objetivou-se estabelecer as normas DRIS para avaliação do estado nutricional da palma forrageira ‘Gigante’ cultivada com adubação orgânica em condições semiáridas. Utilizaram-se teores de macro e micronutrientes dos cladódios e produtividades de matéria seca (PMS) de 72 parcelas, de um experimento com quatro doses de esterco bovino (0; 30; 60 e 90 Mg ha-1 ano-1), três espaçamentos (1,00 x 0,50; 2,00 x 0,25 e 3,00 x 1,00 x 0,25 m) e dois ciclos de produção (600 e 930 dias após o plantio), dispostos em esquema fatorial 4 x 3 x 2, delineamento em blocos casualizados e três repetições. O banco de dados foi separado em população de alta (PAP) e de baixa produtividade (PBP), acima e abaixo de 19,93 Mg ha-1 ciclo-1, respectivamente. Foram calculadas a média, o desvio-padrão, o coeficiente de variação, as variâncias e a razão das variâncias de todas as relações bivariadas entre nutrientes, considerando a relação na forma direta (A/B) ou inversa (B/A). A seleção da relação direta ou inversa dos nutrientes para compor as normas DRIS foi baseada no método da razão das variâncias entre a população de baixa e a de alta produtividade (S2b/S2a). Foram escolhidas 66 relações entre os teores de nutrientes nos cladódios que apresentaram as maiores razões entre as variâncias da PBP e PAP (S2b/S2a). As normas DRIS estabelecidas viabilizam a utilização da diagnose foliar como método de avaliação do estado nutricional da palma forrageira ‘Gigante’ cultivada com adubação orgânica em condições semiáridas.

Referências

ABREU, C. A; LOPES, A. S.; SANTOS, G. C. G. Micronutrientes. In: NOVAIS, R. F. et al. (Eds.). Fertilidade do solo. 1. ed. Viçosa: SBCS, 2007. cap. 11, p. 645-736.

ALMEIDA, R. F. Palma forrageira na alimentação de ovinos e caprinos no Semiárido brasileiro. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 7, n. 4, p. 8-14, 2012.

ALVES, J. F. T. et al. Establishment of sufficiency ranges to determine the nutritional status of 'Gigante' Cactus Pear - Macronutrients. Journal of Agricultural Science, v. 11, n. 18, p. 213-221, 2019a.

ALVES, J. F. T. et al. Establishment of sufficiency ranges to determine the nutritional Status of 'Gigante' cactus pear - Micronutrients. Journal of Agricultural Science, v. 11, n. 18, p. 222-229, 2019b.

ATTAR, S. K.; JOOLKA, N. K. Diagnosis and recommendation integrated system (DRIS) norms for apple cv. Starking Delicious. The Bioscan, v. 10, n. 3, p. 1287-1294, 2015.

BARROS, J. L. et al. Palma forrageira 'Gigante' cultivada com adubação orgânica. Revista Agrotecnologia, v. 7, n. 1, p. 53-65, 2016.

BEAUFILS, E. R. Physiological diagnosis: a guide for improving maize production based on principles developed for rubber trees. Fertilizer Society of South Africa Journal, v. 1, n. 1, p. 1-30, 1971.

BEAUFILS, E. R. Diagnosis and recommendation integrated system (DRIS): a general scheme for experimentation and calibration based on principles developed from research in plant nutrition. Pietermararitzburg: University of Natal, 1973. 132 p.

BLANCO-MACÍAS, F. et al. Nutritional reference values for Opuntia ficus-indica determined by means of the boundary-line approach. Journal of Plant Nutrition Soil Science, v. 173, n. 6, p. 927-934, 2010.

BLANCO-MACÍAS, F. et al. Comparación entre normas DNC y estándares nutrimentales de la técnica de curva límite: caso Opuntia ficus-indica L. Revista Chapingo Serie Horticultura, v. 15, n. 2, p. 217-223, 2009.

BROADLEY, M. et al. Beneficial elements. In: MARSCHNER, P. (Ed.). Marschner’s mineral nutrition of higher plants. 3. rd ed. Amsterdam: Elsevier, 2012. v. 1, cap. 8, p. 249-269.

CARNEIRO, A. et al. The diagnosis and recommendation integrated system (DRIS) – first aproach for the establishment of norms for vineyards in Portugal. Ciência e Técnica Vitivinícola, v. 30, n. 2, p. 53-59, 2015.

DONATO, P. E. R. et al. Nutrition and yield of ‘Gigante’ cactus pear cultivated with different spacings and organic fertilizer. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 20, n. 12, p. 1083-1088, 2016.

DONATO, P. E. R. et al. Morfometria e rendimento da palma forrageira ‘Gigante’ sob diferentes espaçamentos e doses de adubação orgânica. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 9, n. 1, p. 151-158, 2014a.

DONATO, P. E. R. et al. Valor nutritivo da palma forrageira ‘Gigante’ cultivada sob diferentes espaçamentos e doses de esterco bovino. Revista Caatinga, v. 27, n. 1, p. 163–172, 2014b.

DONATO, P. E. R. et al. Extraction/exportation of macronutrients by cladodes of 'Gigante' cactus pear under different spacing and organic fertilizer. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 21, n. 4, p. 238-243, 2017a.

DONATO, S. L. R. et al. Diagnóstico nutricional e recomendação de adubação para a palma forrageira ‘Gigante’. Informe Agropecuário, v. 38, n. 296, p. 46-58, 2017b.

GUIMARÃES, F. C. N. et al. Nutrients optimum range (NOR) based on DRIS method to assess the nutritional status of the first ratoon sugarcane. Australian Journal of Crop Science, v. 9, n. 7, p. 638-645, 2015.

GUINDANI, R. H. P.; ANGHINONI, I.; NACHTIGALL, G. R. DRIS na avaliação do estado nutricional do arroz irrigado por inundação. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, n. 1, p. 109-118, 2009.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Censo Agropecuário 2017: Resultados preliminares. Rio de Janeiro: IBGE, 2017. Disponível em: <https://censoagro2017.ibge.gov.br>. Acesso em: 06 ago. 2018.

SERRA, A. P. et al. Diagnosis and recommendation integrated system (DRIS) to assess the nutritional state of cotton crop in Brazil. American Journal of Plant Sciences, v. 5, n. 4, p. 508-516, 2014.

SERRA, A. P. et al. Estabelecimento de normas DRIS para o algodoeiro com diferentes critérios de seleção da população de referência. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 48, n. 11, p. 1472-1480, 2013.

SERRA, A. P. et al. Desenvolvimento de normas DRIS e CND e avaliação do estado nutricional da cultura do algodoeiro. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 34, n. 1, p. 97-104, 2010.

SILVA, J. A. et al. Composição mineral em cladódios de palma forrageira sob diferentes espaçamentos e adubações química. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v. 7, sup., p. 866-875, 2012.

SILVA, J. A. et al. Extração/exportação de nutrientes pela palma forrageira ‘Gigante’ em diferentes espaçamentos e adubações químicas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 20, n. 3, p. 236-242, 2016.

SILVA, J. T. A.; CARVALHO, J. G. Estabelecimento de normas DRIS para bananeira ‘Prata Anã’ (AAB) sob irrigação. Ciência e Agrotecnologia, v. 30, n. 1, p. 43-51, 2006.

SOUSA, D. M. G.; MIRANDA, L. N.; OLIVEIRA, S. A. Acidez do solo e sua correção. In: NOVAIS, R.F. et al. (Eds.). Fertilidade do solo. 1.ed. Viçosa: SBCS, 2007. cap. 5, p. 205-274.

SUMNER, M.; BEAUFILS, E. R. Diagnosis of the NPK requirements of sugarcane irrespective of plant age and season using Beaufils’ System (DRIS): Preliminary observations. Proceedings of the South African Sugar Technologists Association, v. 49, n. 1, p. 137-141, 1975.

URANO, E. O. M. et al. Avaliação do estado nutricional da soja. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, n. 9, p. 1421-1428, 2006.

Publicado
2019-11-19
Seção
Agronomia