BÁRIO E CHUMBO EM ÁREAS DE DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DE POÇOS DE PETRÓLEO

Palavras-chave: Geoestatística. Metal pesado. Contaminação de solo.

Resumo

A disposição indiscriminada de resíduos da indústria petrolífera levam a contaminação dos solos e mananciais, afetando toda a biota. O objetivo do trabalho foi avaliar a variabilidade espacial dos teores de bário e chumbo em área de disposição de resíduos de perfuração de poços de petróleo. O Latossolo estudado encontra-se no município de Santa Maria do Oeste, no estado do Paraná-Brasil. Para a determinação da variabilidade espacial dos metais criou-se uma grade de amostragem com 76 pontos. Em cada ponto, foram coletadas amostras de solo nas profundidades: 0-0.3, 0.3-0.6, 0.6-0.9 e 0.9-1.2 m para a determinação dos teores de bário e chumbo. A geração dos mapas de bário e chumbo foi realizada através de interpoladores geoestatísticos com determinação da dependência espacial, modelagem e validação de semivariogramas experimentais e sua interpolação. Selecionou-se 30 amostras com concentrações de bário e chumbo mais elevadas para realização de ensaios de lixiviação e solubilização. Na análise do semivariograma verificou-se dependência espacial, permitindo a confecção de mapas por krigagem para os dois metais. Os elevados teores encontrados foram decorrentes das atividades associadas à perfuração de poços, visto que, não foi encontrado correspondência direta com a geologia das rochas locais e a gênese. As concentrações dos metais foram superiores aos valores de investigação considerando o cenário Agrícola/AP-Máx, caracterizando a área sujeita a “Investigação”, pertencendo a Classe 4, área contaminada. Apesar desses metais possuírem baixa solubilidade, demonstrando baixo risco de contaminação de águas subsuperficiais, podem apresentar risco de contaminação de corpos d’água por meio do carreamento desse solo.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT. NBR 10004: Resíduos sólidos – Classificação. Rio de Janeiro, 2004a. 71 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT. NBR 10005: Procedimento para obtenção de extrato lixiviado de resíduos sólidos. Rio de Janeiro, 2004b. 16 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT. NBR 10006: Procedimento para obtenção de extrato solubilizado de resíduos sólidos. Rio de Janeiro, 2004c. 3 p.

ANDRADE, A. F. M. et al. EDTA-induced phytoextraction of lead and barium by brachiaria (B. decumbens cv. Basilisk) in soil contaminated by oil exploration drilling waste. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 36, n. 4, p. 495-500, 2014.

AMARAL SOBRINHO, N. M. B. et al. Spatial variability and solubility of barium in a petroleum well-drilling waste disposal area. Environmental Monitoring and Assessment, v. 190, n. 4, p. 228-238, 2018.

BAUDER, T. A. et al. Soil properties affecting wheat yields following drilling-fluid application. Journal of Environmental Quality, v. 34, n. 5, p. 1687–1696, 2005.

BRASIL. Conselho Nacional do Meio ambiente. Resolução n° 420 de 28 de dezembro de 2009. Disponível em: <http://www2.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=620>. Acesso em: 29 de nov. 2018.

BUSINELLI, D. et al. Long-term distribution, mobility and plant availability of compost-derived heavy metals in a landfill covering soil. Science of the Total Environment, v. 407, n. 4, p. 1426-1435, 2009.

BAKKE, T., KLUNGSØYR, J., SANNI, S. Environmental impacts of produced water and drilling waste discharges from the Norwegian offshore petroleum industry. Marine Environmental Research, v. 92, n. 1, p. 154-169, 2013.

BUSCHLE, B. N. Valores de referência de qualidade para elementos-traço em solos da planície litorânea do estado do Paraná. 2013. 41 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo: Área de Concentração em Solo e Ambiente) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.

CAPPUYNS, V. Barium (Ba) leaching from soils and certified reference materials. Applied Geochemistry, v. 88, n. 1, p. 68–84, 2017.

CARVALHO, J. R. P.; SILVEIRA, P. M.; VIEIRA, S. R. Geoestatistica na determinação da variabilidade espacial de características químicas do solo sob diferentes preparos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 48, n. 8, p. 1151-1159, 2002.

DAVIDSON, C. M. et al. The long-term environmental behavior of strontium and barium released from former mine workings in the granites of the Sunart region of Scotland, UK. Chemosphere, v. 58, n. 6, p. 793-798. 2005.

DONAGEMMA, G. K. et al. Manual de métodos de análise de solos. 2.ed. Rio de Janeiro, RJ: Embrapa Solos, 2011. 230 p. (Documentos, 132).

ESMAEILI, A. et al. A geochemical survey of heavy metals in agricultural and background soils of the Isfahan industrial zone, Iran. Catena, v. 121, n. 1, p. 88-98, 2014.

FREITAS, F. C. et al. pH, sódio, potássio, cálcio, magnésio e alumínio em solos contaminados com fluido de perfuração de poços de petróleo após ensaios de lixiviação. Ciência Rural, v. 45, n. 8, p. 1418-1423, 2015.

GHERASIM, C.V.; MIKULÁŠEK, P. Influence of operating variables on the removal of heavy metal ions from aqueous solutions by nanofiltration. Desalination, v. 343, n. 16, p. 67-74, 2014.

GUEDES, J. N. et al. Concentration and Spatial Distribution of Lead in Soil Used for Ammunition Destruction. Bulletin of Environmental Contamination and Toxicology, v. 89, n. 1, p. 775-781, 2012.

LICHT, O. A. B.; BITTENCOURT, A. V. Paisagens geoquímicas – naturais e antrópicas no estado do Paraná. Revista Técnico-Científica do CREA-PR, v. 1, n. 1, p. 1-27, 2014.

LIMA, E. S. A. et al. Absorção de Bário por Plantas de Arroz (Oryza Sativa L.) e Mobilidade em Solo Tratado com Baritina sob Diferentes Condições de Potencial Redox. Química Nova, v. 35, n. 9, p. 1746-1751, 2012.

MAGALHÃES, M. O. L. et al. Mobilidade de bário em solo tratado com sulfato de bário sob condição de oxidação e redução. Química Nova, v. 34, n. 9, p. 1544-1549, 2011.

MAGALHÃES, M. O. L. et al. Reducing conditions on barium absorption in rice plants cultured in BaSO4-enriched soil. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 36, n. 1, p. 119-127, 2014a.

MAGALHÃES, M. O. L. et al. The Effects of Oil Well Drill Cuttings on Soil and Rice Plant Development (Oryza sativa) Under Two Redox Conditions. Bulletin of Environmental Contamination and Toxicology, v. 92, n. 3, p. 311-316, 2014b.

MCGRATH, S. P. et al. Land application of sewage sludge: scientific perspectives of heavy metal loading limits in Europe and the United States. Environmental Reviews, v. 2, n. 1, p. 108-118, 1994.

NOGUEIROL, R. C.; ALLEONI, L. R. F. Sequential extraction and speciation of Ba, Cu, Ni, Pb and Zn in soil contaminated with automotive industry waste. Chemical Speciation & Bioavailability, v. 25, n. 1, p. 34-42, 2013.

ONG, S. A. et al. Comparative study on kinetic adsorption of Cu (II), Cd (II) and Ni (II) ions from aqueous solutions using activated sludge and dried sludge. Applied Water Science, v. 3, n. 1, p. 321-325. 2013.

PAVELHAO, T. R. Valores orientadores de qualidade para metais pesados em solos cultivados no município de Bandeirantes - PR. 2015. 156 f. Tese (Doutorado em Geografia: Área de Concentração em Análise Ambiental) – Universidade estadual de Maringá, Maringá, 2015.

SAMPAIO JUNIOR, J. et al. Barium and sodium in sunflower plants cultivated in soil treated with wastes of drilling of oil well. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 19, n. 11, p. 1100–1106, 2015.

SANTOS, H. G. et al. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3ed. Brasília, DF: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 2013. 353 p.

SANTOS, M. B. Perfuração de poços de petróleo: fluidos de perfuração. Revista de divulgação do Projeto Universidade Petrobras e IF Fluminense, v. 2, n. 1, p. 121-127, 2012.

UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY - USEPA. Method 3051: Microwave assisted acid digestion of sediments, sludges, soils, and oils. Washington, 1994. 14 p.

VIEIRA, S. R. et al. Geoestatistical theory and application to variability of some agronomical properties. Hilgardia, v. 51, n. 3, p. 1–75, 1983.

Publicado
2019-11-19
Seção
Engenharia Agrícola