DOSES DE NITROGÊNIO NO MILHO CONSORCIADO COM FORRAGEIRA, SOB EFEITO RESIDUAL DA COINOCULAÇÃO NA SOJA

Palavras-chave: Consórcio. Urochloa ruziziensis. Azospirillum brasilense. Adubação nitrogenada.

Resumo

A coinoculação consiste no uso de combinações de micro-organismos, os quais produzem efeito de sinergismo, ultrapassando resultados produtivos obtidos de forma isolada. Objetivou-se avaliar o efeito da inoculação e coinoculação sobre a cultura da soja e seus reflexos sobre a cultura do milho sob doses de nitrogênio (N) no sistema de consórcio milho + braquiária. O experimento foi instalado na área experimental da Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT, Campus de Alta Floresta em LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO Distrófico. Para a cultura da soja o delineamento utilizado foi blocos ao acaso, sendo os tratamentos constituídos pela inoculação com Bradyrhizobium japonicum com e sem a coinoculação com Azospirillum brasilense, com vinte repetições cada. O delineamento para cultura do milho foi em faixa, sendo os tratamentos experimentais constituídos pela combinação do resíduo da inoculação e da coinoculação na faixa e cinco doses de N (0, 50, 100, 150 e 200 kg ha-1), aplicadas no milho safrinha consorciado com Urochloa ruziziensis nas parcelas, com quatro repetições. A coinoculação das sementes de soja e o resíduo da coinoculação no milho elevaram a massa seca da raiz para as duas culturas, porém esse incremento não se deu para a maioria das características vegetativas e reprodutivas avaliadas no milho. Para a produtividade e também para a maioria das características avaliadas ocorreu resposta linear crescente com o aumento das doses de N aplicadas, indicando que poderia haver respostas a doses superiores a 200 kg ha-1.

 

Referências

ALBUQUERQUE, A. W. et al. Plantas de cobertura e adubação nitrogenada na produção de milho em sistema de plantio direto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 17: 721-726, 2013.

ALVES, V. M. C. et al. In: RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ VENEGAS, V. H. (Ed.). Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5ª aproximação. Viçosa, MG: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais, 1999. cap. 18, p. 314-316.

BARASSI, C. A. et al. Potencialidad de Azospirillum en optimizer el crecimiento vegetal bajo condiciones adversas. In: CASSÁN, F. D.; GARCIA DE SALAMONE, I. (Eds.) Azospirillum sp.: cell physiology, plant interactions and agronomic research in Argentina. Argentina: Asociación Argentina de Microbiologia, 2008. p. 49-59.

BASTOS, E. A. et al. Doses e formas de parcelamento de nitrogênio para a produção de milho sob plantio direto. Revista Ciência Agronômica, 39: 275-280, 2008.

BISCARO, G. A. et al. Desempenho do milho safrinha irrigado submetido a diferentes doses de nitrogênio via solo e foliar. Agrarian, 4: 10-19, 2011.

BRACCINI, A. L. et al. Seed inoculation with Azospirillum brasilense associated with the use of bioregulators in maize. Revista Caatinga, 25: 58-64, 2012.

BRUM, M. S. et al. Components of corn crop yield under inoculation with Azospirillum brasilense using integrated crop-livestock system. Acta Scientiarum Agronomy, 38: 485-492, 2016.

CHIBEBA, A. M. et al. Co-inoculation of soybean with Bradyrhizobium and Azospirillum promotes early nodulation. American Journal of Plant Sciences Coulterville, 6: 1641-1649, 2015.

DARTORA, J; et al. Adubação nitrogenada associada à inoculação com Azospirillum brasilense e Herbaspirillum seropedicae na cultura do milho. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 17: 1023-1029, 2013.

DOBBELAERE, S.; VANDERLEYDEN, J.; OKON, Y. Plant growth-promoting effects of diazotrophs in the rhizosphere. CRC Critical Review in Plant Science, 22: 107-149, 2003.

DOTTO, A. P. et al. Produtividade do milho em resposta à inoculação com Herbaspirillum seropedicae sob diferentes níveis de nitrogênio. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 5: 376-382, 2010.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3. ed. Brasília, DF: Embrapa, 2013. 353 p.

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA - EPE. Avaliação ambiental integrada da bacia hidrográfica do Rio Teles Pires. 2009. Disponível em: <http://www.epe.gov.br/MeioAmbiente/Documents/AAI%20Teles%20Pires/AAI%20Teles%20Pires%20-%20Relat%C3%B3rio%20Final.pdf>. Acesso em: 01 dez. 2016.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35: 1039-1042, 2011.

FIPKE, G. M. et al. Co-inoculation with diazotrophic bacteria in soybeans associated to urea topdressing. Ciência e Agrotecnologia, 40: 522-533, 2016.

GOES, R. J. et al. Nitrogênio em cobertura para o milho (Zea mays l.) em sistema plantio direto na safrinha. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, 11: 169-177, 2012.

JORDÃO, L. T. et al. Inoculação de Azospirillum brasilense nas sementes aumenta a produtividade do milho, economiza fertilizante e beneficia o meio ambiente. Cultivar Grandes Culturas, 144: 16-18, 2011.

JUGE, C. et al. Growth and biochemical responses of soybean to double and triple microbial associations with Bradyrhizobium, Azospirillum and arbuscular mycorrhizae. Applied Soil Ecology, 61: 147-157, 2012.

KAPPES, C. et al. Influência do nitrogênio no desempenho produtivo do milho cultivado na segunda safra em sucessão à soja. Pesquisa Agropecuária Tropical, 39: 251-259, 2009.

KAPPES, C. et al. Inoculação de sementes com bactéria diazotrófica e aplicação de nitrogênio em cobertura e foliar em milho. Semina: Ciências Agrárias, 34: 527-538. 2013.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba, SP: POTAFOS, 1997. 319 p.

MARINI, D. et al. Growth and yield of mayze hybrids in response to association with Azospirillum brasilense and nitrogen fertilization. Revista Ceres, 62: 117-123, 2015.

MAZZUCHELLI, R.C. L.; SOSSAI, B. F.; ARAÚJO, F. F. Inoculação de Bacillus subtilis e Azospirillum brasilense na cultura do milho. Colloquium Agrariae, 10: 40-47, 2014.

MORAIS, T. P. et al. Aspectos morfofisiológicos de plantas de milho e bioquímico do solo em resposta à adubação nitrogenada e à inoculação com Azospirillum brasilense. Revista Ceres, 62: 589-596, 2015.

MÜLLER, T. M. I. et al. Combination of inoculation methods of Azospirilum brasilense with broadcasting of nitrogen fertilizer increases corn yield. Ciência Rural, 46: 210-215, 2016.

NOVAIS, R. F. Soja. In: RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ VENEGAS, V. H. (Eds.). Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5ª aproximação. Viçosa, MG: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais, 1999. cap. 18, p. 290-291.

PERIN, L. M. et al. Avaliação da capacidade de estabelecimento endofítico de estirpes de Azospirillum e Herbaspirillum em milho e arroz. Revista Agronomia, 37: 47-53, 2003.

QUADROS, P. D. et al. Desempenho agronômico a campo de híbridos de milho inoculados com Azospirillum. Revista Ceres, 61: 209-218, 2014.

ROBERTO, V. M. O.; SILVA, C. D.; LOBATO P. N. Resposta da cultura do milho à aplicação de diferentes doses de inoculante (Azospirillum brasilense) via semente. In: 28º Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 2010, Goiânia. Anais… Goiânia: Associação Brasileira de Milho e Sorgo. p. 2429-2434.

SABUNDJIAN, M. T. Consórcio de milho e Urochloa ruziziensis e inoculação com Azospirillum brasilense e seu efeito residual associado à adubação nitrogenada em feijoeiro de inverno. 2016. 173 f. Tese (Doutorado em Agronomia: Área de Concentração em Sistemas de Produção) – Universidade Estadual Paulista, Ilha Solteira, 2016.

SIQUEIRA, J. O. et al. Inter-relação fertilidade, biologia do solo e nutrição de plantas. 1. Ed. Lavras, MG: SBCS, 1999. 818 p.

SORATTO, R. P. et al. Fontes alternativas e doses de nitrogênio no milho safrinha em sucessão à soja. Revista Ciência Agronômica, 41: 511-518, 2010.

VERONA, D. J. et al. Tratamento de sementes de milho com Zeavit®, Stimulate® e inoculação com Azospirillum sp. In: 28º Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 2010, Goiânia. Anais… Goiânia: Associação Brasileira de Milho e Sorgo. p. 3731-3737.

ZUFFO, A. M. et al. Co-inoculation of Bradyrhizobium japonicum and Azospirillum brasilense in the soybean crop. Revista de Ciências Agrárias, 38: 87-93, 2015.

Publicado
2020-07-31
Seção
Agronomia