DESEMPENHO AGRONÔMICO DO SORGO GRANÍFERO CULTIVADO EM ESPAÇAMENTO DE FILEIRAS DUPLAS NO CERRADO

Palavras-chave: Cultivo de safrinha. Espaçamento entrelinhas. População de plantas. Sorghum bicolor.

Resumo

A disposição espacial em que plantas se encontram na área de cultivo é fator que influencia diretamente na produtividade de grãos, pois o melhor arranjo entre essas pode resultar em maior aproveitamento de água, luz e nutrientes. O objetivo do trabalho foi avaliar o desempenho agronômico de sorgo semeado em espaçamento de fileiras duplas no Cerrado. Para tanto, foi conduzido nas safrinhas de 2018 e 2019, experimentos de campo em delineamento de blocos completos em esquema fatorial 2 x 5, com quatro repetições, em que se utilizou dois espaçamentos de entrelinhas de semeadura: tradicional (0,50 m) e fileiras duplas (0,25 m/0,75 m) e cinco populações de plantas: 120, 180 (recomendada), 240, 300 e 360 mil plantas ha-1. Foram avaliadas características morfológicas, componentes do rendimento e produtividade de grãos utilizando análise conjunta dos dados para os dois anos de estudo. Em 2018, devido ao menor volume de chuvas durante o ciclo da cultura, a utilização do arranjo em fileiras duplas apresentou produtividade de grãos inferior ao espaçamento tradicional. Por outro lado, em 2019, ano com melhor distribuição hídrica, a produtividade foi superior a 2018. O aumento da população de plantas por hectare incrementou a produtividade de grãos de sorgo, com ganhos de até 24% em relação à população recomendada de 180 mil plantas ha-1, demonstrando que o adensamento nessa cultura pode ser uma técnica promissora desde que levado em consideração seu custo/benefício.

 

Referências

ALBUQUERQUE, C. J. B. et al. Espaçamento e densidade de semeadura para cultivares de sorgo granífero no semiárido. Bragantia, 70: 278-285, 2011.

ALBUQUERQUE, C. J. B. et al. Reduced spacing for Sorghum bicolor in the irrigated and rainfed systems. Pesquisa Aplicada & Agrotecnologia, 3: 7-16, 2010.

ALMEIDA, M. L. et al. Incremento na densidade de plantas: uma alternativa para aumentar o rendimento de grãos de milho em regiões de curta estação estival de crescimento. Ciência Rural, 30: 23-29, 2000.

AVELINO, P. M. et al. Características agronômicas e estruturais de híbridos de sorgo em função de diferentes densidades de plantio. Revista Ciência Agronômica, 42: 534-541, 2011.

BAUMHARDT, R. L., HOWELL, T. A. Seeding Practices, Cultivar maturity, and irrigation effects on simulated grain sorghum yield. Agronomy Journal, 98: 462-470, 2006.

BENEDETTI, P. et al. Influência do nitrogênio na cultura do sorgo BRS 506 para a produção de biomassa. Ciência & Tecnologia, 7: 131-135, 2015.

BRAZ, G. B. P. et al. Desempenho agronômico e supressão de plantas daninhas no sorgo em semeadura adensada. Revista de Ciências Agroveterinárias, 18: 170-177, 2019.

BUFFARA, M. A. et al. Seeding system and density for winter Urochloa ruziziensis intercropped with sorghum between soybean crops. Comunicata Scientiae, 9: 340-350, 2018.

FERNANDES, P. G. et al. Influência do espaçamento e da população de plantas de sorgo sacarino em diferentes épocas semeadura. Ciência Rural, 44: 975-981, 2014.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35: 1039-1042, 2011.

GALON, L. et al. Competitive interaction between sweet sorghum with weeds. Planta Daninha, 36: e018173689, 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Levantamento sistemático de produção agrícola. Available in: https://sidra.ibge.gov.br/tabela/1618. Acessed in: Oct. 24, 2019.

KASPARY, T. E. et al. Regulador de crescimento na produtividade e qualidade de sementes de aveia-branca. Planta Daninha, 33: 739-750, 2015.

MAGALHÃES, P. C. et al. Fisiologia da planta de sorgo. 3. ed. Sete Lagoas, MG: Embrapa Milho e Sorgo, 2000. 46 p.

MONTAGNER, D. et al. Perdas aleatórias na população inicial e sua relação com o rendimento de grãos em sorgo. Current Agricultural Science and Technology, 10: 281-285, 2004.

PENCKOWSKI, L. H. et al. Nitrogênio e redutor de crescimento em trigo de alta produtividade. Acta Scientiarum. Agronomy, 31: 473-479, 2009.

PINHO, G. V. R.; VASCONCELOS, R. C. Cultura do sorgo. 1. ed. Lavras, MG: Editora UFLA - FAEPE, 2002. 76 p.

ROCHA JR., V. R. et al. Avaliação de sete genótipos de sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) para produção de silagem. I - Características agronômicas. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, 52: 506-511, 2000.

SANTOS, H. G. et al. Sistema brasileiro de classificação de solos. 5. ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2018. 306 p.

WEATHERBASE. Rio Verde, Goiás, 2019. Available in: <https://www.weatherbase.com/weather/weather.php3?s=597703&cityname=Rio-Verde-Goias-Brazil>. Acessed in: Oct. 19, 2019.

Publicado
2020-05-22
Seção
Agronomia