BIODIVERSIDADE E DISTRIBUIÇÃO POPULACIONAL DE MOSCAS-DAS-FRUTAS (Diptera: Tephritidae) EM POMARES DOMÉSTICOS DO ESTADO DA PARAÍBA, BRASIL

Palavras-chave: Dinâmica populacional. Índice faunístico. Similaridade.

Resumo

O trabalho teve por objetivo caracterizar, por meio de índices faunísticos, as populações das moscas-das-frutas no Brejo paraibano, e analisar se essas populações são similares entre si. A pesquisa foi desenvolvida em oito municípios situados na Mesorregião do Agreste Paraibano e Microrregião do Brejo paraibano, nos quais foram selecionadas duas propriedades rurais de cada município, georreferenciadas, identificadas segundo o critério de diversidade de espécies frutíferas. Cada município foi considerado como tendo uma população das moscas-das-frutas com características próprias, determinadas pelos índices faunísticos de frequência, constância, dominância, índices de diversidade de Shannon-Wiener e de Margalef, além de equitabilidade. Foram capturados 3.159 espécimes das moscas-das-frutas, dos quais 85,57% pertenciam ao gênero Anastrepha e 14,43% o gênero Ceratitis. Capturaram-se 11 espécies das moscas-das-frutas nas armadilhas. Anastrepha fraterculus (Wiedemann) foi a espécie mais frequente, dominante e constante, estando presente em todas as localidades; seguida das espécies Anastrepha obliqua (Macquart), Anastrepha sororcula (Zucchi) e Ceratitis capitata (Wiedemann). Os municípios estudados apresentam similaridade de 54%, o que indica alta semelhança entre as áreas. A maioria das espécies capturadas no presente estudo ocorre em baixa frequência populacional.

Biografia do Autor

Robério de Oliveira, Universidade Federal da Paraíba, Areia, PB

Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Paraíba. Mestre em Agronomia. Atualmente é discente de Doutorado na UFPB. Tem experiência em Fitossanidade com ênfase em Entomologia, atuando principalmente na área de controle biológico

Referências

AGUIAR-MENEZES, E. L. et al. Análise faunística de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) nas regiões Norte e Noroeste do estado do Rio de Janeiro. Neotropical Entomology, 37: 8-14, 2008.

ALI, S. A. I. et al. Monitoring of Tephritidae of fruit trees and their level of infestation in South Kordofan State, Sudan. International Journal of Agriculture Innovations and Research, 2: 687-693, 2014.

ALVES, J. C. G. et al. Food attractants used in the fruit fly monitoring (Diptera: Tephritidae) in a commercial orchard of Psidium guajava. Journal of Experimental Agriculture International, 34: 1-10, 2019a.

ALVES, J. C. G. et al. Population fluctuation and faunistic analysis of fruit flies in a commercial guava orchard (Psidium guajava L.). Journal of Agricultural Science, 11: 1-9, 2019b.

ARAUJO, E. L. et al. Moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) em um pomar de goiabeira, no semiárido brasileiro. Revista Brasileira de Fruticultura, 35: 471-476, 2013.

AZEVEDO, F. R. et al. Análise faunística e flutuação populacional de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) em pomares comerciais de goiaba na região do Cariri Cearense. Arquivos do Instituto Biológico, 77: 33-41, 2010.

BEGON, M.; HARPER, J. L.; TOWNSEND, C. R. Ecology: individuals, populations and communities. 3rd ed. Oxford, United Kingdom: Blackwell Scientific Publications, 1996. 1068 p.

CANAL, D. N. A.; ALVARENGA, C. D.; ZUCCHI, R. A. Análise faunística de espécies de moscas-das-frutas (Dip., Tephritidae) em Minas Gerais. Scientia Agricola, 55: 15-24, 1998.

DEUS, E. G.; ADAIME, R. Dez anos de pesquisas sobre moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) no estado do Amapá: avanços obtidos e desafios futuros. Biota Amazônia, 3: 157–168, 2013.

DUTRA, V. S. et al. Faunistic analysis of Anastrepha spp. (Diptera: Tephritidae) on a guava orchard under organic management in the municipality of Una, Bahia, Brasil. Neotropical Entomology, 38: 133-138, 2009.

FERRARA, F. A. A. et al. Análise faunística de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) da região Noroeste do estado do Rio de Janeiro. Neotropical Entomology, 34: 183-190, 2005.

FERRAZ, A. C. P.; GADELHA, B. Q.; AGUIAR-COELHO, V. M. Análise faunística de Calliphoridae (Diptera) da Reserva Biológica do Tinguá, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Entomologia, 53: 620-628, 2009.

HAMMER, Ø.; HARPER, D. A. T.; RYAN, P. D. Past: Paleontological statistics software package for education and data analysis. Palaeontologia Electronica, 4: 1-9, 2001.

HUSCH, P. E. et al. Caracterização da fauna de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) na região de Ponta Grossa, Paraná, Brasil. Ciência Rural, 42: 1833-1839, 2012.

MARGALEF, R. Homage to evelyn hutchinson, or why is there an upper limit to diversity. Transactions of the Connecticut Academy of Arts and Sciences, 44: 211-235, 1972.

MARSARO JÚNIOR, A. L. et al. Faunistic analysis of the species of Anastrepha Schiner (Diptera: Tephritidae) in three municipalities of the state of Roraima, Brazil. Brazilian Journal of Biology, 72: 813-819, 2012.

NORRBOM, A. L. et al. New species of Anastrepha (Diptera: Tephritidae) from Euphorbia tehuacana (Euphorbiaceae) in Mexico. Zootaxa, 3780: 567-576, 2014.

ORDANO, M. et al. Temporal dynamics of diversity in a tropical fruit fly (Tephritidae) ensemble and their implications on pest management and biodiversity conservation. Biodiversity and Conservation, 22: 1557–1575, 2013.

PINTO-COELHO, R. M. Fundamentos em ecologia. 1.ed. Porto Alegre, Rio Grande do Sul: Artmed, 2000. 252 p.

SÁ, R. F. et al. Faunal analysis of the species Anastrepha in the fruit growing complex Gavido River, Bahia, Brazil. Bulletin of Insectology, 65: 37-42, 2012.

SANTOS, M. S. et al. Análise faunística e flutuação populacional de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) em Belmonte, Bahia. Revista Caatinga, 24: 86-93, 2011.

SILVA, J. G. et al. Population fluctuation of fruit flies (Diptera: Tephritidae) in domestic orchards in the Paraíba swamp region, Brazil. Journal of Experimental Agriculture International, 38: 1-9, 2019.

SILVEIRA NETO, S. Monitoramento e decisão no controle de pragas. In. WILSON, B. C. (Ed.). Manejo integrado de pragas. São Paulo: UNESP-CETESB, 1990, v. 1, cap. 4, p. 71-86.

SOUTHWOOD, R. Sir. Ecological methods: with particular reference to the study of insect populations. 2nd ed. London, United Kingdom: Chapman and Hall, 1995. 524 p.

TAIRA, T. L. et al. Fruit flies (Diptera, Tephritidae) and their parasitoids on cultivated and wild hosts in the Cerrado-Pantanal ecotone in Mato Grosso do Sul, Brazil. Revista Brasileira de Entomologia, 57: 300-308, 2013.

ZUCCHI, R. A. Taxonomia. In: MALAVASI, A.; ZUCCHI, R. A. (Eds.). Moscas-das-frutas de importância econômica no Brasil: Conhecimento básico e aplicado. Ribeirão Preto: Holos Editora, 2000a, v. 2, cap. 1, p. 13-24.

ZUCCHI, R. A. Espécies de Anastrepha, sinonímias, plantas hospedeiras e parasitóides. In: MALAVASI, A.; ZUCCHI, R. A. (Eds.). Moscas-das-frutas de importância econômica no Brasil: Conhecimento básico e aplicado. Ribeirão Preto: Holos Editora, 2000b, v. 2, cap. 4, p. 41-48.

ZUCCHI, R. A.; MORAES, R. C. B. 2008. Fruit flies in Brazil – Anastrepha species their host plants and parasitoids. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2020.

ZUCCHI, R. A.; MORAES, R. C. B. 2012. Fruit flies in Brazil - Hosts and parasitoids of the Mediterranean fruit fly. Disponível em: . Acesso em: 17 jan. 2020.

Publicado
2021-03-04
Seção
Nota Técnica