COMPETITIVIDADE RELATIVA ENTRE HÍBRIDOS DE MILHO E BIÓTIPO DE LEITEIRO

Palavras-chave: Zea mays. Euphorbia heterophylla. Interação competitiva.

Resumo

O milho é um dos principais cereais cultivados no mundo e o leiteiro aparece entre as plantas daninhas que causam prejuízos na produção de grãos. Objetivou-se com o trabalho avaliar a habilidade competitiva relativa de híbridos de milho na presença de um biótipo de leiteiro, por meio de experimentos em série de substituição. Em experimentos preliminares, determinou-se a população de plantas em que a massa seca se torna constante. Tanto para os híbridos de milho Agroeste, Morgan, Nidera e Velox, quanto para o leiteiro, a população foi de 20 indivíduos vaso-1. Posteriormente foram instalados experimentos conduzidos em série de substituição, nas diferentes combinações das espécies, variando-se as proporções relativas (100:0, 75:25, 50:50, 25:75 e 0:100%). A análise da competitividade das espécies foi efetuada por meio de diagramas aplicados a experimentos substitutivos e pelos índices de competitividade relativa. A estatura (EP), índice de clorofila (IC), área foliar (AF) e a massa seca da parte aérea (MS) das plantas foram avaliadas aos 50 dias após a emergência. Ocorre competição entre os híbridos de milho com o leiteiro, sendo ambos afetados negativamente, independentemente da proporção de plantas, provocando reduções nas EP, IC, AF e MS das espécies. A competição entre o milho e leiteiro ocorre basicamente pelos mesmos recursos do meio. A competição interespecífica ocasiona maiores prejuízos ao milho e o leiteiro do que a competição intraespecífica. De modo geral observou-se que apenas os híbridos Nidera e Velox foram mais competitivos do que o leiteiro.

 

Referências

AGOSTINETTO, D. et al. Relative competitive ability of crabgrass in coexistence with flooded rice and soybean. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 48: 1315-1322, 2013.

AGOSTINETTO, D. et al. Morphophysiogenetic characterization of wild poinsettia biotypes with low resistance to glyphosate. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 52: 987-996, 2017.

BIANCHI, M. A.; FLECK, N. G.; LAMEGO, F. P.; Proporção entre plantas de soja e plantas competidoras e as relações de interferência mútua. Ciência Rural, 36: 1380-1387, 2006.

COSTA, L. O.; RIZZARDI, M. A. Competitive ability of wheat in association with biotypes of Raphanus raphanistrum L. resistant and susceptible to ALS-inhibitor herbicides. Ciência e Agrotecnologia, 39: 121-130, 2015.

COUSENS, R.; O’NEILL, M. Density dependence of replacement series experiments. Oikos, 66: 347-352, 1993.

COUSENS, R. Aspects of the design and interpretation of competition (interference) experiments. Weed Tecnology, 5: 664-673, 1991.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisa Agropecuária de Solos (Brasília, DF). Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília, DF: Embrapa Produção de Informação; Brasília, DF: Embrapa Solos, 2013. 154 p.

FARIA, R. M.; BARROS, R. E.; TUFFI SANTOS, L. D. Weed interference on growth and yield of transgenic maize. Planta Daninha, 32: 515-520, 2014.

FLECK, N. G. et al. Competitividade relativa entre cultivares de arroz irrigado e biótipo de arroz-vermelho. Planta Daninha, 26: 101-111, 2008.

FORTE, C. T. et al. Habilidade competitiva de cultivares de soja transgênica convivendo com plantas daninhas. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, 12: 185-193, 2017.

FRANDOLOSO, F. et al. Competition of maize hybrids with alexandergrass (Urochloa plantaginea). Australian Journal of Crop Science, 13: 1447-1455, 2019.

GALON, L. et al. Competitive interaction and economic injury level of Urochloa plantaginea in corn hybrids. Arquivos do Instituto Biológico, 86: e0182019, 2019.

GALON, L. et al. Competição entre híbridos de milho com plantas daninhas. South American Sciences, 2: e21101, 2021.

HEAP, I. Weed Science. International Survey Of Herbicide Resistant Weeds. Disponível em: http://www.weedscience.org/Summary/Country.aspx?. Acesso em: 03 abr. 2020.

HOFFMAN, M. L.; BUHLER, D. D. Utilizing Sorghum as a functional model of crop weed competition. I. Establishing a competitive hierarchy. Weed Science, 50: 466-472, 2002.

MARIANI, F. et al. Valor adaptativo e habilidade competitiva de azevém resistente e suscetível ao iodosulfuron em competição com o trigo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 51: 710-719, 2016.

MEROTTO JR., A.; FISCHER, A. J.; VIDAL, R. A. Perspectivas da utilização da qualidade da luz como uma avançada ferramenta ecofisiológica para o manejo de plantas daninhas. Planta Daninha, 27: 407-419, 2009.

MORAES, P. V. D. et al. Manejo de plantas de cobertura no controle de plantas daninhas e desempenho produtivo da cultura do milho. Semina: Ciências Agrárias, 34: 497-508, 2013.

RUBIN, R. S. et al. Relative competitive ability of irrigated rice with red rice susceptible or resistant to the herbicide imazapyr + imazapic. Arquivos do Instituto Biológico, 81: 173-179, 2014.

SILVA, L. S. et al. Manual de calagem e adubação para os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. 11. ed. Porto Alegre, RS: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo – Núcleo Regional Sul: Comissão de Química e Fertilidade do Solo – RS/SC, 2016. 376 p.

SCHAEDLER, C. E. et al. Globe fringerush (Fimbristylis miliacea) cross resistance to als-inhibitor herbicides under field conditions in irrigated rice in the south of Brazil. Planta Daninha, 31: 893-902, 2013.

TREZZI, M. M. et al. Bioensaios para identificação de biótipos de Euphorbia heterophylla com resistência múltipla a inibidores da ALS e da PROTOX. Planta Daninha, 24: 563-571, 2006.

VARGAS, L. et al. Práticas de manejo e a resistência de Euphorbia heterophylla aos inibidores da ALS e tolerância ao glyphosate no Rio Grande do Sul. Planta Daninha, 31: 427-432, 2013.

VAZIN, F. The effects of pigweed redroot (Amaranthus retoflexus) weed competition and its economic thresholds in corn (Zea mays). Planta Daninha, 30: 477-485, 2012.

WANDSCHEER, A. C. D. et al. Capacidade competitiva da cultura do milho em relação ao capim-sudão. Revista Brasileira de Milho Sorgo, 13: 129-141, 2014.

WANDSCHEER, A. C. D.; RIZZARDI, M. A.; REICHERT, M. Competitive ability of corn in coexistence with goosegrass. Planta Daninha, 31: 281-289, 2013.

WU, W. et al. Sensitivity analysis of crop growth models to multi-temporal scale solar radiation. Transactions of the Chinese Society of Agricultural Engineering, 28: 123-128, 2012.

ZANINE, A. M.; SANTOS, E. M. Competition among species of plants – A review. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia, 11: 10-30, 2004.

Publicado
2021-05-10
Seção
Agronomia