BIOLOGIA FLORAL E POTENCIAL APÍCOLA DE Croton heliotropiifolius KUNTH (EUPHORBIACEAE) NA REGIÃO DO SEMI-ÁRIDO, BRASIL

Palavras-chave: Apicultura. Apis mellifera. Caatinga. Recursos florais.

Resumo

O presente estudo teve por objetivo determinar o potencial apícola de Croton heliotropiifolius Kunth, baseado na sua estratégia de floração, características florais, recursos florais ofertados, frequência e atividade de forrageamento de indivíduos de Apis mellifera L. às flores na Fazenda Ingazeira, Brasil. C. heliotropiifolius possui flores díclinas e inconspícuas agrupadas em densas inflorescências terminais, em que cada indivíduo produz 560±60 inflorescências, com 59±12 flores pistiladas e 160±26 flores estaminadas, tendo cada flor estaminada a capacidade de produzir aproximadamente 6 × 103 grãos de pólen. Embora ambas as flores produzam néctar (2,8±0,8 e 0,3±0,06 µL, nas flores pistiladas e estaminadas, respectivamente), os espécimes de A. mellifera concentraram suas visitas nas flores estaminadas (98%), com pico das visitações registrados entre 08:00-11:00 h. Foi estimado que nas atividades de forrageamentos, essa abelhas removem em média 405 grãos de pólen por visita em cada flor, desta forma, como um indivíduo da espécie estudada pode produzir aproximadamente 5,376 × 108 grãos de pólen, tal quantidade é suficiente para suportar até 33 ciclos de visitações de uma colônia de A. mellifera. Além disso, C. heliotropiifolius apresentou um padrão de floração anual, com altas produções de flores por cinco meses, manifestando estratégia de floração cornucópia, representando uma característica importante por favorecer na maior disponibilização de recursos florais nos ambientes. Portanto, esses dados demostram o grande potencial de C. heliotropiifolius para a apicultura na região.

 

Referências

AUGSPURGER, C. K. Phenology, flowering, synchrony, and fruit set of six neotropical shrubs. Biotropica, 15: 257-267, 1983.

ABOU-SHAARA, H. F. Potential honey bee plants of Egypt. Cercetări Agronomice în Moldova, 48: 99-108, 2015.

BENCKER, C. S. C.; MORELLATO, L. P. C. Comparação de dois métodos de avaliação da fenologia de plantas, sua interpretação e representação. Revista Brasileira de Botânica, 25: 269-275, 2002.

BLUTHGEN, N. Interações plantas-animais e a importância funcional da biodiversidade. In: DEL-CLARO, K.; TOREZAN-SILINGARDI, H. M. (Eds.). Ecologia das interações plantas-animais: uma abordagem ecológica. Rio de Janeiro, RJ: Technical Books, 2012. v. 1, cap. 13, p. 261-272.

CARUZO, M. B. R. et al. Croton in Flora do Brasil 2020. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. 2020. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB17497>. Acesso em: 29 abr. 2021.

DAFNI, A.; KEVAN, P. G.; HUSBAND, B. C. Practical pollination biology. 1. ed. Cambridge, UK: Enviroquest, 2005. 590 p.

DOBSON, H. E. M. Survey of pollen and pollenkitt lipids: Chemical cues to flower visitors?. American Journal of Botany, 75: 170-182, 1988.

DOMÍNGUEZ, C.; BULLOCK, S. H. La reproduccion de Croton suberosus (Euphorbiaceae) en luz y sombra. Revista de Biologia Tropical, 37: 1-10, 1989.

FERNANDES, M. M.; VENTURIERI, G. C.; JARDIM, M. A. G. Biologia, visitantes florais e potencial melífero de Tapirira guianensis (Anacardiaceae) na Amazônia Oriental. Revista de Ciências Agrárias Amazonian Journal of Agricultural and environmental Sciences, 55: 167-175, 2012.

FOURNIER, L. A. Un método cuantitativo para la medición de la características fenológicas en árboles. Turrialba, 24: 422- 423, 1974.

GENTRY, A. H. Flowering phenology and diversity in tropical Bignoniaceae. Biotropica, 6: 64-68, 1974.

GORAIN, M.; CHARAN, S. K.; AHMED, S. I. Record of honey bees in pollination of Acacia nilotica Willd ex del. (leguminosae, subfamily mimosoideae) in Rajasthan. Journal of Entomological Research, 36: 215-218, 2012.

GOREVITCH, J.; SCHEINER, S. M.; FOX, G. A. Ecologia vegetal. 2. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2009. 592 p.

GBIF SECRETARIAT. Euphorbiaceae in GBIF Secretariat. GBIF Backbone Taxonomy. Disponível em: https://doi.org/10.15468/39omei. Acesso em: 21 de ago. 2019.

GHOSH, S.; JUNG, C. Nutritional value of bee-collected pollens of hardy kiwi, Actinidia arguta (Actinidiaceae) and oak, Quercus sp. (Fagaceae). Journal of Asia-Pacific Entomology, 20: 245-251, 2017.

HUANG, Z. Pollen nutrition affects honey bee stress resistance. Terrestrial Arthropod Reviews, 5: 175-189, 2012.

HURBATH, F.; CARNEIRO-TORRES, D. S.; ROQUE, N. Euphorbiaceae na Serra Geral de Licínio de Almeida, Bahia, Brasil. Rodriguésia, 67: 489-531, 2016.

INMET - Instituto Nacional de Meteorologia. Normais climatológicas do Município de Caetité-BA, 1993-2017. Disponível em: https://portal.inmet.gov.br/dadoshistoricos. Acesso em 31 abr. 2018.

MEIRA, J. N. et al. Agronegócios: produção de pólen. 1. ed. Salvador, BA: SEBRAE, 2017. 39 p.

MORIMITSU, P. W.; VERGENE, M. C. S.; TOMAZ, A. F. Gestão socioambiental em pequenas propriedades rurais no bioma Caatinga. Revista Ouricuri, 4: 155-179, 2014.

NEWSTROM, L. E.; FRANKIE, G. W.; BAKER, H. G. A new classification for plant phenology based on flowering patterns in Lowland Tropical rain forest trees at La Selva, Costa Rica. Biotropica, 26:141-159, 1994.

PASSOS, L. C. Fenologia, polinização e reprodução de duas espécies de Croton (Euphorbiaceae) em mata semidecídua. 1995. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas: Área de concentração em Biologia Vegetal) - Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 1995.

PEDRONI, F.; SANCHEZ, M.; SANTOS, F. A. M. Fenologia da Copaiba (Copaifera langsdorffii Desf.- Leguminosae, Caesalpinioideae) em uma floresta semidecídua no sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Botânica, 25: 183-194, 2002.

PIRES, M. M. Y.; SOUSA, L. A.; TERADA, Y. Biologia floral de Croton urucurana Baill. (Euphorbiaceae) ocorrente em vegetação ripária da Ilha Porto Rico, estado do Paraná, Brasil. Acta Scientiarum, Biological Sciences, 26: 209-215, 2004.

REDDI, E. U.; SUBBA-REDDI, C. Wind and insect pollination in a monoecious and a dioecious species of Euphorbiaceae. Indian National Science Academy, 51: 468-482, 1985.

ROUBIK, D. W. Foraging behavior of competing Africanized honeybees and Stingless bees. Ecology, 61: 836-845, 1980.

SANCHEZ, X. et al. Organic Bee Pollen: Botanical Origin, Nutritional Value, Bioactive Compounds, Antioxidant Activity and Microbiological Quality. Molecules, 17: 8359-8377, 2012.

SANTOS, F. A. R. et al. Espécies melíferas. In: CORADIN, L.; CAMILLO, J.; PAREYN, F. G. C. (Eds.). Espécies nativas da flora brasileira de valor econômico atual ou potencial. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2018. v. 51, cap. 5, p. 971-1010.

SANTOS, F. A. R. et al. Plantas do semi-árido importantes para as abelhas. In: GIULIETTI, A. M.; QUEIROZ, L. P.; SANTOS, F. A. R. (Eds.). Apium plantae. Recife, PE: IMSEAR, 2006. v. 3, cap. 3, p. 61-96.

SILVA, J. S. et al. Sinopse das espécies de Croton L. Euphorbiaceae) no estado de Pernambuco, Brasil. Acta Botânica Brasilica, 24: 441-453, 2010.

SILVA, O. L. M. et al. Euphorbiaceae in Flora do Brasil 2020. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. 2020. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB113>. Acesso em: 29 de abr. 2021.

Publicado
2021-09-27
Seção
Ciências Florestais