INCLUSÃO NAS ESCOLAS PÚBLICAS: ESTUDO SOBRE A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO NAS ESCOLAS DA CIDADE DE MOSSORÓ

  • Aurenita Barbosa Guimarães
  • Luciana Dantas Mafra
Palavras-chave: Educação especial, Inclusão, Escolas

Resumo

Assegurar a matrícula e a aprendizagem dos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação fez parte das Políticas Públicas que deram visibilidade às necessidades educacionais de pessoas com deficiência, através da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n. 9.394/96 (BRASIL, 1996) e da Política Nacional de Educação Especial (BRASIL, 2007). A legislação possibilita a inclusão das pessoas com deficiência no sistema regular de ensino, nas classes comuns, através do atendimento educacional especializado em turno inverso. Esta perspectiva permite que a educação especial enquanto modalidade educacional, inclua pessoas com deficiências no sistema regular de ensino e crie no interior das escolas o atendimento educacional especializado (AEE) através das Salas de Recursos Multifuncionais (SRMs) (BRASIL, 2009). Esta realidade exige flexibilidade pedagógica, utilização de recursos diferenciados e adaptados às muitas formas de aprender. O objetivo desta pesquisa é compreender através da pesquisa colaborativa o desenvolvimento da educação inclusiva no estado do Rio Grande do Norte, mais precisamente na cidade de Mossoró, em particular nas escolas públicas que possuam sala de recursos multifuncionais, com a intenção de diagnosticar o perfil dos educandos atendidos e analisar metodologias que incidam positivamente sobre a aprendizagem escolar destes educandos.

Referências

ANNUZZI, G. A luta pela educação do deficiente mental no Brasil. Campinas/SP: Editores Associados, 1992.
BATISTA, Cristina A. Mota. Educação inclusiva: atendimento educacional especializado para a deficiência mental. Brasília: MEC, SEESP, 2006.
BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação (1996): Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996.
________.Marcos Político-Legais da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, 2010.
DECLARAÇÃO DE SALAMANCA: sobre Princípios, Política e Práticas em Educação Especial. Espanha, 1994.
JANNUZZI, G. A educação do deficiente no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados. 2004.
MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos." Declaração de Salamanca "(verbete). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 2002.
MARCÍLIO, M.L. (1997). “A Roda dos Expostos e a criança abandonada na historia do Brasil, 1726-1950”. In: FREITAS, M.C. (org.). Historia social da infância no Brasil. São Paulo: Coutrix/EDUSF.
REVISTA NOVA ESCOLA – Reportagem que contam a Evolução da Educação Inclusiva – Pessoas Especiais – Autora: Roberta Bencini – Ed. Jan./Fev. de 2001.
ROTH, Berenice Weissheimer. Experiências Educacionais Inclusivas: programa educação inclusiva direito à diversidade. Brasília, MEC, Secretaria de educação especial, 2006.
SOUZA, L. de M. (1901). “O Senado e a Câmara e as crianças expostas” In: PRIORE, M. Del (org.). História da Criança no Brasil. São Paulo: Contexto, pp. 28-43.
Publicado
09-10-2017