UMA ANÁLISE DA IDENTIDADE NEGRA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Beatriz Rebouças Reis
  • Amanda Isadora da Silva Lima
  • Antônia Maira Emelly Cabral da Silva Vieira
Palavras-chave: Afrodescendência. Educação Infantil. Representações.

Resumo

Esse estudo traz reflexões acerca da construção da identidade negra, na Educação Infantil. Com esse artigo buscamos conhecer as percepções das crianças dessa etapa de ensino sobre a identidade negra. A investigação se desenvolveu com cunho qualitativo e bibliográfico. Nesse sentido, as discussões em tela se baseiam principalmente nas ideias de Kramer (2013) que busca reforçar os aspectos constitutivos das concepções de identidade, enfatizando as representações sociais que as crianças incorporam nos espaços coletivos. Com esses pressupostos, a pesquisa baseou-se no “Teste da Boneca”, desenvolvido pelo psicólogo norte americano Kenneth Clark, em1939, com o objetivo de identificar a assimilação do negro pelos negros dos Estados Unidos, frente à segregação racial das escolas. Como resultados foi possível conhecer qual a percepção das crianças sobre etnia/raça/cor. Dessa maneira, podemos inferir que em vistas da construção da identidade negra, haverá um confronto em algum momento do seu percurso.

Referências

KRAMER, Eloisa A. C. Rocha. Educação infantil: enfoques em diálogo. 3ª Ed. – Campinas, SP: Papirus, 2013.
CAVALEIRO, E. Do Silêncio do Lar ao Silêncio Escolar: Racismo, Preconceito e Discriminação na Educação Infantil. – São Paulo: Contexto, 2000.
PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez, 2004.
Publicado
10-10-2017