A ÉTICA E A MORAL NA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

  • Fernanda Gomes da Silva
  • Edineide Gomes da Silva
  • Victória D`awylla Ferreira Rocha Delfino
  • Gilson Ricardo Medeiros Pereira
Palavras-chave: Ética, Moral, Enfermagem

Resumo

Ética é o conjunto de princípios morais e valores que regulamentam os direitos e deveres de cada cidadão e que são estabelecidos e aceitos por um povo em um determinado tempo. A palavra moral possui diferentes sentidos, sendo associada ao comportamento humano, que se refere ao bem e ao mal. Todas as profissões devidamente regulamentadas possuem um código de deontologia que normatiza os deveres e obrigações das profissões. Dessa forma, o código de deontologia da enfermagem busca normatizar os deveres do profissional enfermeiro e orientá-lo sobre o que deve ou não ser feito. Assim como o código de deontologia, a enfermagem também possui um código de ética próprio que mapeia todos os direitos, deveres e proibições. Com base no que foi dito, surge o seguinte questionamento: como a enfermagem visualiza e encara seus códigos e diretrizes que regem a ética e moral dos enfermeiros tanto no meio acadêmico como em seu ambiente hospitalar? O presente trabalho tem como objetivo principal conhecer a concepção dos profissionais de enfermagem acerca dos conceitos de ética e moral. Além disso, busca-se entender como os (as) enfermeiros (as) atuam nos serviços fazendo uso da ética e da moral, bem como analisar a influência da ética e da moral na assistência prestada pela enfermagem. O presente trabalho constitui-se como uma pesquisa qualitativa de caráter descritivo, realizada por meio da construção de um referencial teórico, ou seja, uma revisão integrativa de artigos publicados em revistas e livros que discutem a temática. Percebeu-se, nos resultados, que há entre alguns profissionais uma falta de clareza em distinguir a ética da moral, o que pode comprometer o atendimento ou a assistência prestada por esse profissional, uma vez que a responsabilidade da enfermagem perante o paciente está intimamente ligada ao seu código de ética, pois além de pautar as ações do enfermeiro, auxiliando-o em sua escolha, também está associado à experiência da prática profissional podendo oferecer ao profissional uma forma de assegurar cuidado seguro aos usuários. Considerando o que foi exposto, percebeu-se que cada pessoa possui a sua moral que é influenciada por vários fatores e que a utiliza nas ações que realiza. E que assim como a moral, a ética também se faz presente nos atendimentos de enfermagem. No entanto, além de ser influenciada pelos fatores supracitados, é também regulamentada por leis e decretos que regem a profissão, de modo a interferir direta e indiretamente na maneira como ocorre a assistência de enfermagem. O reconhecimento da saúde como um bem é necessário para que os profissionais de enfermagem possam se posicionar de maneira adequada no cuidado prestado aos pacientes, estando eles embasados tanto no viver coletivo, quanto nas individualidades, e tendo a ética como instrumento fundamental na tomada de decisões e nos processos de trabalho do profissional, assegurando ao paciente sua dignidade e ao profissional, legalidade em seu trabalho.
Publicado
10-10-2017