O SER HUMANO E A PÓLIS: A JUSTIÇA NA CIDADE E NO INDIVÍDUO

  • Maria Veralúcia Pessoa Porto
Palavras-chave: Platão, Cidadão, Educação

Resumo

Este artigo demonstra como em República, de Platão, a educação é importante na concepção política e na organização da cidade. A alma humana possui três virtuosos movimentos (Kinesis): sabedoria, coragem e temperança. A alma da cidade também possui suas potências que promovem mudanças (Metabolê): conhecimento, irascível e apetites. A explicação desse contexto é demonstrável por meio das classes sociais como a dinâmica da alma da cidade: magistrados, guerreiros e trabalhadores. Destarte, para que não seja o indivíduo colocado arbitrariamente em uma ou outra classe, cabe à virtude da justiça desempenhar, por força da boa educação, as aptidões naturais de cada ser humano, sendo a boa formação ética, moral e intelectual indispensável ao bom funcionamento da cidade, de modo que Bem e associação política se coadunem, revelando, por intermédio da boa educação, ajuda mútua, especialização das funções, bem como, pelo desenvolvimento da justiça, o bom desempenho das funções nos indivíduos da cidade.
Publicado
10-10-2017