DESAFIOS E POSSIBILIDADES DA EDUCAÇÃO CONTEXTUALIZADA: REFLEXÕES ACERCA DA CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO

  • Wellma Karla Barbosa de Medeiros
  • Wellyda Illana Barbosa de Medeiros
  • Mariana Crisostomo Delfino de Brito
Palavras-chave: Convivência, educação, Semiárido.

Resumo

Nos últimos anos, tem sido crescente o interesse por estudos sobre o Semiárido Brasileiro, que buscam construir uma nova visão sobre a região, enfatizando que é possível viver bem e com qualidade de vida mesmo diante das adversidades, basta que se desenvolvam culturas de convivência adequadas ao ambiente apontando não somente os seus problemas, mas, acima de tudo, suas potencialidades e riquezas. Nessa perspectiva, a educação contextualizada no âmbito do Semiárido surge como um tema altamente relevante e indispensável nesta região, o qual aborda o Semiárido não mais como uma terra seca e sofrida, mais de forma global, demonstrando toda a sua riqueza social, cultural e ambiental, levando-se em conta suas características peculiares, oportunizando que se construam novas estratégias de desenvolvimento para a região com base nos princípios da convivência com o Semiárido. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo analisar os principais desafios e possibilidades da educação contextualizada no âmbito do Semiárido. Como procedimentos metodológicos, foram coletados dados por meio de pesquisa bibliográfica, onde se utilizou artigos relacionados à convivência com o Semiárido e sobre a educação contextualizada, a fim de subsidiar os resultados da referida pesquisa. A convivência é uma nova forma de ver e viver no Semiárido, excluindo as noções pejorativas sobre essa região, passando a enxergá-la como um espaço com suas características próprias, seus limites e potencialidades, porém a educação contextualizada enfrenta ainda algumas dificuldades em seu curso, são questões que necessitam serem revistas e aprimoradas para oportunizar o pleno desenvolvimento desta ferramenta que tanto tem a oferecer à região do Semiárido brasileiro.

Referências

ARAÚJO, Sérgio Murilo Santos de. A Região Semiárida do Nordeste do Brasil: Questões Ambientais e Possibilidades de uso Sustentável dos Recursos. Rios Eletrônica- Revista Científica da FASETE ano 5 n., 2011.
BRAGA, Osmar Rufino. Educação e convivência com o Semi-árido: uma introdução aos fundamentos do trabalho político-educativo. In: KÜSTER, Angela; MATTOS, Beatriz Helena Oliveira de Mello (Org.). Educação no contexto do Semi-árido brasileiro. Fortaleza: Fundação Konrad Adenauer, 2004.
BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Nova delimitação do Semi-árido brasileiro. Brasília: Ministério da Integração Nacional, 2005.
FARIAS, Ana Elizabete Moreira de. Educação Contextualizada e a Convivência com o Semiárido no Assentamento Acauã - PB. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História, do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, 2009.
FERREIRA, Ruth de Souza Dias. Presença da Educação e
convivência com semi-árido brasileiro: experiência de uma ONG em Curaçá –
Bahia. Dissertação apresentada a Universidade Du Québec ã Chicoutimi/
Universidade do estado da Bahia, 2004.
GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5.ed. São Paulo: Atlas, 2007.
LIMA, Elmo de Sousa. A formação continuada de professores no Semiárido: valorização experiências, reconstruindo valores e tecendo sonhos. 2008. 240f. Dissertação. (Mestrado em Educação) -Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2008.
MARTINS, Josemar da Silva. Anotações em torno do conceito de educação para a convivência com o semiárido. In: RESAB. Educação para a Convivência com o Semiárido Brasileiro-reflexões teórico-práticas da RESAB. Juazeiro-BA: Secretaria Executiva da RESAB, 2004.
NEGREIROS, J; CAMOANI, A. Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido no sistema de ensino do munícipio de Irauçuba-Ce. Fórum Internacional de Pedagogia – FIPED, Parnaíba – PI, 2012.
SILVA, Roberto Marinho Alves da. Entre o combate à seca e a convivência com o
Semi-árido: transições paradigmáticas e sustentabilidade do desenvolvimento. 2006.
298 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento sustentável) – Universidade de Brasília,
Brasília, DF, 2006.
SOUZA, Ivânia Paula Freitas de. Educação Contextualizada no Semiárido Brasileiro: Questões Pouco Evidenciadas. Monografia apresentada no Curso de Especialização em Docência do Ensino Superior da Faculdade Santo Agostinho – FSA. Terezina-PI, 2006.
Publicado
16-10-2017