CURRÍCULO, ESTUDOS DE GÊNERO, RAÇA E ETNIA: ESCOLA MUNICIPAL VILA RIO GRANDE DO NORTE – SERRA DO MEL, RN

  • Francisca Julimária Freire Nogueira
  • Tatiana Cybelle Rocha Neri
  • Kyara Maria de Almeida Vieira
Palavras-chave: Escola. Campo. História. Cultura. Currículo.

Resumo

Este trabalho tem por finalidade analisar o currículo da Escola Municipal Vila Rio Grande do Norte com base na Lei nº 11.645, de março de 2008 onde altera a Lei nº 9.394, de dezembro de 1996, modificada pela Lei nº 10.639, de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial do ensino básico a obrigatoriedade da temática “ História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. Nesse sentido foi pesquisado como é operacionalizado o ensino acerca da discussão sobre diversidade cultural étnica e racial, analisando o papel do currículo em relação a construção de identidades no processo de ensino-aprendizagem, a prática dos docentes quanto sobre diversidade étnico-racial e, por fim, como é elaborado a discussão sobre raça e etnia no Projeto Político Pedagógico da escola citada. Metodologicamente a pesquisa foi realizada a partir de questionários respondidos pela gestão (direção) da escola, por professores da disciplina de Artes e História e por alunos (as) do 9º ano do ensino fundamental em Serra do Mel-RN, além dos dados dos questionários também foram analisados documentos oficiais como o Projeto Político Pedagógico (PPP) e a lei 11.645/2008.

Referências

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 20 de dezembro de 1996; 175º da Independência e 108º da República.
BRASIL. Lei nº 11.645 de 10 de março de 2008. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639 de 9 de janeiro de 2013. Brasília,10 de março de 2008; 187o da Independência e 120o da República.
Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/fisica.pdf Acesso em: 21de setembro de 2016.
Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: arte. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/arte.pdf> Acesso em: 21de setembro de 2016.
Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: história. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC / SEF, 1998. Disponível em: Acesso em: 21 de setembro de 2016.
BORGES, Elisabeth Maria de Fátima. A Inclusão da História e da Cultura Afro-brasileira e Indígena nos Currículos da Educação Básica. 1ed. Vassouras. R. Mest. Hist, 2010. Disponível em: Acesso em 08 de set. 2017.
CAMARGO, Orson. "Bullying"; Brasil Escola. Disponível em: . Acesso em 10 de novembro de 2016.
DIEDRICHS, Mirian Walkiria Pereira. O assédio moral na escola – uma face da violência. Canoinhas. 2008. Disponível em:
http://www.cedeps.com.br/wp-content/uploads/2009/09/Monografia_Mirian_final.doc> Acesso em: 10 de novembro de 2016.
GUIMARÃES NETO, Regina Beatriz (UFMT). História, Memória e Práticas de Espaço. ANPUH – Anais do XXIII Simpósio Nacional de História – Londrina, 2005.
PLAÇA, Crislaine V. de Toledo. Relações étnicos-raciais e afrodescendências. Universidade Paulista Interativa. 2011. Disponível em: Acesso em: 14 de setembro de 2016.
SILVA. Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade uma introdução as teorias do currículo. 2 ed. Belo Horizonte: Autentica, 2005.
Publicado
16-10-2017