PROCEDIMENTO DE ENSAIO PARA JUNTAS SOLDADAS EM BARRAS DE TITÂNIO TIPO PROTOCOLO BRANEMARK

  • Josivan Lopes UFERSA

Resumo

Com a crescente demanda por próteses sobre implantes do tipo protocolo e suas inúmeras vantagens em comparação com outros tipos de próteses dentárias, a indústria odontológica procura métodos de confecção dessas próteses com custos mais baixos para que uma maior população de pacientes seja atendida. Dentre os métodos mais utilizados de confecção das barras metálicas tipo protocolo estão a fundição e a fresagem. Outro método que vem ganhando atenção é a soldagem de barras de titânio ASTM F67, através do processo Tungsten Inert Gas (TIG). Para validar uniões soldadas, dentre outros critérios de controle, faz-se necessário a realização de ensaios mecânicos para avaliar propriedades mecânicas dessas juntas soldadas. No presente trabalho, foi proposto um procedimento de soldagem de corpos de prova com geometria em T (semelhante às uniões observadas na confecção dos protocolos), seguido de ensaio em tração adaptado, para validar essas juntas soldadas em T, confeccionadas a partir de barras de Titânio no mesmo diâmetro utilizado na fabricação desses protocolos. O procedimento proposto, de soldagem de corpo de prova em T e ensaio em tração adaptado, se mostrou satisfatório para avaliar as juntas soldadas. Complementarmente, em ensaios preliminares para validar o ensaio adaptado para o corpo de prova em T, demonstraram que as juntas soldadas testadas já apresentaram bons resultados de tensão máxima em tração, com relação a tensão de escoamento do metal base.

Publicado
2020-09-18