DIVERGÊNCIA GENÉTICA ENTRE GENÓTIPOS DE FEIJÃO-CAUPI POR CARACTERES MORFOAGRONÔMICOS

Autores

Palavras-chave:

Vigna unguiculata. Germoplasma. Variabilidade. Caracterização.

Resumo

O feijão-caupi possui grande importância socioeconômica, principalmente nas regiões Norte/Nordeste do Brasil. Devido a este fator o melhoramento genético dessa espécie vem se tornando cada vez mais relevante. O trabalho teve como objetivo avaliar a divergência genética entre genótipos de feijão-caupi do Banco Ativo de Germoplasma do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), a fim de indicar os mais divergentes e produtivos como genitores de forma a enriquecer o programa de melhoramento da cultura nessa instituição. O ensaio foi conduzido na Estação experimental de Itapirema (IPA), Goiana–PE, em delineamento experimental de blocos casualizados com quatro repetições. Utilizaram-se 30 genótipos sendo duas testemunhas (Miranda IPA 207 e Paulistinha). Foram avaliados: início de floração, número de vagem/pedúnculo, número de vagem/planta, comprimento médio de vagem, peso de dez vagens, peso dos grãos de dez vagens, índice de grãos, número de grãos em dez vagens, peso de cem grãos, rendimento de grãos/hectare, porte, cor da flor, da folha, da vagem e do grão e a forma do grão. Existe divergência genética entre os genótipos de feijão-caupi avaliados. As características peso de vagem, início da floração, comprimento da vagem, peso de cem grãos e número de vagens por planta foram as que mais contribuíram para a divergência genética. Os cruzamentos indicados para viabilizar novas combinações gênicas mais favoráveis são: Pitiúba x Cabeçudo, Pitiúba x Manteiga e Pitiúba x Costela de Vaca.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

27-08-2019

Edição

Seção

Nota Técnica