AVALIAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DE CAMPOS ELETROMAGNÉTICOS GERADOS POR REDE ELÉTRICA DE MÉDIA EM 13.8 KV DA UFERSA, CAMPUS MOSSORÓ: ESTUDO SOBRE UMA EXPOSIÇÃO POPULACIONAL NA UFERSA

  • Clara L. S. Carvalho
  • Amannda L. F. Agra
  • Humberto Dionísio de Andrade
  • José Lucas da Silva Paiva
  • Ana Luiza de Figueiredo
  • Matheus Emanuel Tavares Sousa

Resumo

As radiações não ionizantes são conhecidas a várias décadas, havendo vários estudos acerca de suas consequências no corpo humano. Baseando-se nesses estudos, foram criadas normas internacionais que definem os níveis de intensidade dos campos elétricos e magnéticos em que é permitido expor o público comum e o público ocupacional. Nesse contexto, este artigo tem como objetivo fazer medições ao longo do sistema de distribuição da Universidade Federal Rural do Semi-Árido em Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil, com o auxílio de um medidor de espaço livre para averiguar os níveis dos campos em que os estudantes, professores e funcionários da instituição são expostos e se essas medições se encontram dentro dos níveis permitidos definidos pelas normas internacionalmente aceitas e vigentes. Os resultados foram satisfatórios para o local, estando enquadrados nas normas.

Publicado
2020-12-28