RECURSOS DE APOIO PEDAGÓGICO PARA ALUNO COM BAIXA VISÃO: DIFICULDADES E POTENCIALIDADES

  • Larissa Feitosa Moura
  • Larissa M. Rebouças Pereira
  • Maria Cleonice Soares
Palavras-chave: Baixa Visão, Educação, Inclusão

Resumo

O presente trabalho vislumbra discutir o que é a baixa visão, causas e consequências, bem como os recursos pedagógicos utilizados para facilitar o aprendizado desses sujeitos. O objetivo da pesquisa é compreender e discutir as principais dificuldades do aluno com baixa visão e como este pode receber apoio do professor através dos recursos pedagógicos, a fim de otimizar o seu sucesso escolar. Para melhor compreensão sobre esta temática utilizaremos como respaldo teórico os autores Bedaque (2011), Domingues (2010), Ladeira e Queirós (2002), Lima e Silva (2012) bem como a Lei Brasileira de Inclusão nº 13146/15. No tocante as considerações finais elucidam que, a inclusão de alunos com necessidades especiais no ensino regular é um grande desafio, pois nem as escolas, família e nem o próprio sujeito estão preparados para lidar com as necessidades, o educando sempre esta em um processo de ensino aprendizagem constante, onde busca diariamente superar as suas limitações.

Referências

BEDAQUE, Selma Andrade de Paula. O atendimento educacional especializado no processo de inclusão escolar, na rede municipal de ensino de Mossoró/RN, Natal, Dez. 2011.

BRASIL. Saberes e práticas da inclusão: desenvolvendo competências para o atendimento às necessidades educacionais especiais de alunos cegos e de alunos com baixa visão. [2. ed.] / coordenação geral SEESP/MEC. - Brasília : MEC, Secretaria de Educação Especial, 2006. 208 p. (Série: Saberes e práticas da inclusão) Disponível em:
http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/avaliacao.pdf
Acesso em: 05/03/2017

DOMINGUES, Celma dos Anjos. A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar: os alunos com deficiência visual: baixa visão e cegueira / Celma dos Anjos Domingues [et.al.]. - Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial ; [Fortaleza] : Universidade Federal do Ceará, 2010. v. 3. (Coleção A Educação Especial na Perspectiva da InclusãoEscolar).Disponívelem: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=7105-fasciculo-3-pdf&Itemid=30192
Acesso em: 05/03/2017

LADEIRA, Fernanda; QUEIRÓS, Serafim. Compreender a baixa visão. Ministério da Educação/Departamento da Educação Básica, nº 140, ed. 7, 1350-346, Lisboa, 24 de jun. 2002. Disponível em: http://www.deficienciavisual.pt/x-txt-aba-Compreender_Baixa_Visao-FL&SQ.pdf
Acesso em: 05/03/2017

________. LEI 13146 – LBI - Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm Acesso em: 05/03/2017
LIMA, Francisco José; SILVA, Fabiana Tavares dos Santos. As barreiras atitudinais são perpetuadas na e pela ação da escola e só será por meio da educação que se poderá erradicar tais barreiras ou, pelo menos, minimizar seus efeitos danosos. Educação inclusiva, 13 set. 2012. Disponível em: http://www.deficienteciente.com.br/barreiras-atitudinais-obstaculos-a-pessoa-com-deficiencia-na-escola.html Acesso em: 05/03/2017
Publicado
11-10-2017