CONFECÇÃO E ANÁLISE DE UM PIRANÔMETRO FOTOVOLTAICO DE BAIXO XUSTO

  • João Frederico Souza de Paula UFERSA
  • George Bezerra Ribeiro
  • George Bezerra Ribeiro
  • Saulo Tasso Araújo da Silva
  • Vladimir Batista Figueirêdo

Resumo

Este trabalho teve como objetivo o desenvolvimento e avaliação de um piranômetro fotovoltaico de baixo custo, construído a partir de materiais encontrados facilmente no mercado nacional. Para tanto, foram avaliados modelos de pequenos módulos fotovoltaicos de silício policristalino. Foi desenvolvido um protótipo de corpo de piranômetro com plástico de engenharia usinado. Também foram analisados os comportamentos de difusores construídos de três materiais diferentes, Thecnyl®, acrílico e PVC. Para o material escolhido foram testadas duas espessuras distintas e acabamento superficial polido e fosco. Todos os testes foram realizados em campo, na estação meteorológica da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, em Mossoró-RN, entre agosto de 2017 e março de 2018. Os resultados dos protótipos foram comparados com um piranômetro de referência, de classe secundária. Os dados dos experimentos foram coletados por um registrador automático e o seu tratamento foi realizado considerando as recomendações da norma ISO 9847:1992. O modelo final do protótipo mostrou ter um desempenho satisfatório para medições na escala horária e diária. Nas medições de valores totais horários, considerando o intervalo de 6h00 às 18h00, o erro relativo percentual absoluto médio foi de 2,26%, o mínimo de 0,433% e o máximo de 8,10%. Nas medições de valores totais diários, o erro relativo percentual absoluto médio foi de 0,50%, o mínimo de 0,16% e o máximo de 0,93%.

Publicado
2020-09-18