ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA, IDENTIFICAÇÃO E PERFIL DE SUSCEPTIBILIDADE A ANTIMICROBIANOS DE ISOLADOS DE CÃES COM INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO.

  • Adriana Antônia Cruz Furini Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo; Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
  • Bárbara Thais Ortuzal dos Santos Silva Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
  • Jéssica Chiaparini Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
  • Mariana Paula Sanchez Curti Mota Ramos Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
  • Edna Alves Martins Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
  • Tábata Salum Calile Atique Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
  • Halim Atique Netto Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
  • Carla Daniela Dan de Nardo Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
  • Karina Ferreira de Castro Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.

Resumo

As Infecções do Trato Urinário (ITUs), ocorrem em aproximadamente 14% dos cães, e estão entre as mais comuns indicações de antibioticoterapia. A etiologia é variável, com maior predomínio de bactérias. Investigamos a prevalência de uropatógenos em ITUs de uma população canina, atendida no Hospital Veterinário “Dr. Halim Atique”, entre janeiro de 2006 e abril de 2012. Foi realizada a análise de prontuário para coleta de dados como sexo, idade e raça dos animais. O diagnóstico etiológico foi baseado na urocultura, com coleta das amostras por cistocentese. Dos 358 avaliados, em cento e setenta e oito (44,72%) as culturas foram positivas ao crescimento de microrganismos. Quanto ao isolamento, a freqüência de Escherichia coli foi de 37,64%; Staphylococcus spp. de 19,66%; Proteus spp. de 13,48% entre outros. O maior isolamento bacteriano foi descrito na faixa etária acima de 84 meses, sendo a mais prevalente entre machos (n=37) e fêmeas (n=50). Essa faixa etária também foi estatisticamente significante tanto para a presença de infecção urinária em animais Sem Raça Definida (p=0,009), quanto para os Poodles (p=0,0166). A infecção monomicrobiana foi mais prevalente, com positividade em 95,19% dos casos. Houve uma maior resistência da Escherichia coli para Clindamicina (100%); Staphylococcus spp a Ampicilina (82,14%) e Proteus spp a Sulfa/Trimetoprima (47,05%) Os estudos sobre as ITUs e sua ocorrência nessa região são de suma importância e podem contribuir para descrição de agentes, para a implementação de ações e de programas que possam ser direcionados para necessidades particulares de cada animal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Antônia Cruz Furini, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo; Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
I- Farmacêutica-Bioquímica, Profa. MSc dos Cursos de Farmácia, Biomedicina e Medicina Veterinária do Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.Doutoranda em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Bárbara Thais Ortuzal dos Santos Silva, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
Discente do Curso de Farmácia-Bioquímica do Centro Universitário de Rio Preto
Jéssica Chiaparini, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
Discente do Curso de Farmácia-Bioquímica do Centro Universitário de Rio Preto
Mariana Paula Sanchez Curti Mota Ramos, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
Discente do Curso de Farmácia-Bioquímica do Centro Universitário de Rio Preto
Edna Alves Martins, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
III- Farmacêutica, Biológa, do Laboratório de Análises Clínicas Hospital Veterinário Dr. Halim Atique
Tábata Salum Calile Atique, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
I- Farmacêutica-Bioquímica, Profa. MSc dos Cursos de Farmácia, Medicina Veterinária do Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
Halim Atique Netto, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
Médico Veterinário e Diretor Clínico do Hospital Veterinário Dr. Halim Atique / Prof. Dr.- Curso de Medicina Veterinária
Carla Daniela Dan de Nardo, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
Médica Veterinária / Profa. MSc - Curso de Medicina Veterinária
Karina Ferreira de Castro, Centro Universitário de Rio Preto, São Paulo.
Médica Veterinária / Profa. MSc - Curso de Medicina Veterinária
Publicado
2014-01-17
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa