UTILIZAÇÃO DE PLANTAS DO BIOMA CAATINGA NO CONTROLE DE PATÓGENOS DE INTERESSE NA ÁREA DE ALIMENTOS – UMA REVISÃO

  • Fernanda Maria Lino de Moura Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Raíssa Ivna Alquete de Arreguy Baptista
  • Vládima Virgínia Mendes Santos
  • Andrea Paiva Botelho Lapenda de Moura
  • Mateus Matiuzzi da Costa

Resumo

Gradativas alterações na sociedade brasileira ao longo dos anos contribuíram para a emergência de Doenças Transmitidas por Alimento (DTA). A partir dessa realidade, os consumidores têm procurado alimentos que possuam características sensoriais desejáveis, atributos nutricionais e que garantam a qualidade higiênico-sanitária. Desde os tempos antigos a humanidade faz uso de plantas, e diversos estudos vêm demonstrando a eficácia de seus extratos e óleos essenciais na atividade antimicrobiana. A Caatinga é o mais importante tipo de vegetação do Semiárido do Nordeste brasileiro e possui um patrimônio biológico bastante diversificado. A partir disso, objetivou-se fazer uma revisão na literatura existente a respeito de plantas do bioma Caatinga que são utilizadas no controle de micro-organismos patogênicos de interesse na área de alimentos. Com base nos trabalhos citados, pode-se constatar que a utilização de espécies vegetais deste bioma como forma alternativa no controle de micro-organismos patogênicos é uma realidade satisfatória e viável.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-08-23
Seção
Reviews / Revisões Bibliográficas

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor (es)