PROTEÍNAS DE CHOQUE TERMICO Hsp 70: ESTRUTURA E ATUAÇÃO EM RESPOSTA AO ESTRESSE CELULAR

  • Simone Vieira Castro Universidade Estadual do Ceará
  • Carlos Henrique Lobo Universidade Federal do Ceará
  • José Ricardo Figueiredo Universidade Estadual do Ceará
  • Ana Paula Ribeiro Rodrigues Universidade Estadual do Ceará

Resumo

Todas as células possuem mecanismos específicos para defender-se das agressões e condições estressantes imposta pelo ambiente. As proteínas de choque térmico (Hsp), além de auxiliar na síntese e dobramento de diversas outras proteínas em condições normais, representam um dos mecanismos mais conservados ativado em respostas a diversos tipos de estresse. Neste contexto, esta revisão aborda aspectos relacionados à descoberta e estrutura das proteínas Hsp, com destaque para a atuação da família Hsp70 na resposta celular ao estresse, interação com as vias apoptóticas, bem como a influência da criopreservação sobre a expressão destas proteínas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Lobo, Universidade Federal do Ceará
Departamento de Zootecnia
Publicado
2014-01-17
Seção
Reviews / Revisões Bibliográficas