TESTE DE LIGAÇÃO DO ESPERMATOZOIDE À MEMBRANA PERIVITELINA DA GEMA DE OVO APÓS ADIÇÃO DE RINGER LACTATO, CITRATO DE SÓDIO 2,92 % E SOLUÇÃO TRIS NO SÊMEN CAPRINO DESCONGELADO

  • Julio Cesar Oliveira Dias Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Minas Gerais, Brasil

Resumo

Com o presente estudo se verificou através do teste de ligação dos espermatozoides à membrana perivitelina da gema do ovo a capacidade fecundante dessas células após o descongelamento e adição das soluções Ringer com Lactato, Citrato de Sódio 2,92% e TRIS. O sêmen dos animais foi coletado e realizado os procedimentos padrões de análise e criopreservação seminal. Após o descongelamento foi adicionado os diluentes Ringer com Lactato, Citrato de Sódio 2,92 % e Solução TRIS, os quais continham substâncias protetoras aos espermatozoides. Logo após, foram realizados os Testes de Ligação do Espermatozoide à Membrana Perivitelina da Gema de Ovo e Morfológico. Os parâmetros seminais do sêmen fresco ficaram de acordo com preconizado pela legislação vigente. A capacidade de ligação dos espermatozoides à membrana perivitelina da gema do ovo foi semelhante entre os tratamentos (P>0,05), mas foi observada correlação positiva entre a motilidade espermática e a capacidade de ligação (P<0,05). A diluição do sêmen criopreservado com soluções isoosmóticas após o descongelamento pode ser útil na manutenção da qualidade espermática e no aumento do volume existente a fim de otimizar a realização de testes e biotecnologias reprodutivas in vitro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julio Cesar Oliveira Dias, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Minas Gerais, Brasil
Médico Veterinário atuando na área de Reprodução Animal (Fisiologia e Biotecnologias), com ênfase em ruminantes (bovinos, caprinos e ovinos)
Publicado
2014-01-17
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa