AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA CARNE BOVINA IN NATURA COMERCIALIZADA NO MUNICÍPIO DE ALEXANDRIA-RN

  • Maria Kaliane da Silva Silvestre UFERSA
  • Maria Rociene Abrantes UFERSA
  • Weslley Souza Paiva UFERSA
  • Êlika Suzianny Souza UFERSA
  • Jean Berg Alves Silva UFERSA

Resumo

Devido sua composição química, ao seu grande conteúdo de água e seu pH favorável a carne constitui um excelente substrato para grande variedade de micro-organismos podendo comprometer seus aspectos qualitativos e sanitários. Este trabalho avaliou a qualidade das carnes bovinas in natura comercializadas em 25 estabelecimentos (dois supermercados, sete mercearias e dezesseis pontos de venda em feiras-livres) em Alexandria-RN. Foram realizadas as análises microbiológicas (Contagem total de bactérias mesófilas, Staphylococcus spp., Determinação do Número Mais Provável (NMP) de coliformes termotolerantes e pesquisa de Salmonella sp.) e físico-químicas (Atividade de água e pH) de 25 amostras de carne bovina, para avaliar as condições higiênico-sanitárias dos estabelecimentos. Foi constatada a presença de Coliformes Termotolerantes, Bactérias Mesófilas e Staphylococcus spp. em 100% dos estabelecimentos analisados. Detectou-se a presença de Salmonella spp. em 16% das amostras avaliadas. Houve uniformidade para a leitura de pH e atividade de água em todas as amostras 5,62 ± 0,34 e 0,87 ± 0,11, respectivamente. Esses dados comprovam que a carne vendida em Alexandria-RN estão em condições inadequadas, sendo impróprias ao consumo. O treinamento dos manipuladores e uma vigilância sanitária bem exercida são elementos indispensáveis para a melhoria higiênico-sanitária das condições de comercialização dos produtos de origem animal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Rociene Abrantes, UFERSA
Departamento de Ciências Animais
Publicado
2014-01-17
Seção
Original Articles / Artigos de Pesquisa

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor (es)