EFEITO DE BORDA E DINÂMICA DE PLANTAS LENHOSAS EM ÁREAS DE CAATINGA EM CARNAUBAIS, RN

  • Airton de Deus Cysneiros Cavalcanti
  • Maria Jesus Nogueira Rodal
Palavras-chave: Crescimento. Regeneração. Taxas de Natalidade. Mortalidade.

Resumo

Considerando a importância em conhecer a dinâmica das comunidades em áreas com forte ação antrópica, como a vegetação de Caatinga do nordeste brasileiro, foi avaliado o efeito de borda causado pela abertura de um gasoduto na dinâmica de plantas em três fisionomias de Caatinga (arbustiva aberta, arbustiva densa ciliar e arbustiva densa) ao longo de 15 meses (maio/2007, janeiro/2008 e agosto/2008), levantando a hipótese de que há diferenças na dinâmica em função do efeito de borda. Em cada fisionomia foram avaliadas as situações de borda e interior, tanto em termos de plantas do componente arbóreo presentes em cinco parcelas contíguas de 10×10 m quanto em plantas do componente de regeneração presentes em parcelas de 2×2 m. No caso das duas situações do componente arbóreo foram calculadas taxas de mortalidade, recrutamento, e crescimento. Maiores diferenças em termos de borda e interior ocorreram na Caatinga arbustiva aberta. As maiores flutuações nos valores de densidade e diâmetro ocorreram na borda, o que indica que a abertura do gasoduto causou maior interferência nessa situação.
Publicado
2010-08-01
Seção
Ciências Florestais