UTILIZAÇÃO DE ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ADUBAÇÃO ORGÂNICA NO CULTIVO DO GIRASSOL

  • Renê Medeiros de Souza
  • Reginaldo Gomes Nobre
  • Hans Raj Gheyi
  • Nildo da Silva Dias
  • Frederico Antonio Loureiro Soares
Palavras-chave: Floricultura. Reuso. Irrigação. Húmus de minhoca.

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi analisar a resposta da utilização de água residuária e húmus de minhoca sobre o crescimento e produção de flores de girassol (Helianthus annuus L. cv. Embrapa BRS Oásis). O experimento foi conduzido entre abril e julho de 2009 em ambiente protegido do tipo casa de vegetação. As plantas de girassol foram irrigadas com água residuária e água de abastecimento em solo adubado com húmus de minhoca nas dosagens 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0% do peso do solo, além de duas testemunhas (água residuária + adubação NPK e água de abastecimento + adubação química NPK) com três repetições. Observou-se efeito significativo do húmus apenas sobre a variável período de pós-colheita, no entanto, todos os tratamentos proporcionaram médias de dias dentro do padrão exigido pelo comércio de flores. Já a água residuária mostrou-se eficaz em todas as avaliações, promovendo acréscimos consideráveis no crescimento do girassol.
Publicado
2010-08-01
Seção
Engenharia Agrícola