AVALIAÇÃO ECONÔMICA DA ALFACE ADUBADA COM BIOMASSA DE Calotropis procera EM DUAS ÉPOCAS DE CULTIVO

Palavras-chave: Lactuca sativa L. Flor-de-seda. Cultivo orgânico. Lucro.

Resumo

A produção de hortaliças é uma atividade impactante, que se caracteriza pelo uso intensivo do solo, alta demanda de insumos e requer adoção estratégica de manejo, sobretudo em sistemas de produção sustentável, em que os pilares da sustentabilidade (ambiental, social e econômico) devem ser respeitados. Neste sentido, o objetivo desse trabalho foi avaliar indicadores econômicos da produção de alface adubada com espécie espontânea da Caatinga (Calotropis procera: Flor-de-seda) e cultivada em duas épocas (primavera e outono-inverno), no município de Serra Talhada-PE. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com os tratamentos arranjados em esquema fatorial 4 x 4, com três repetições, sendo o primeiro fator: as quantidades de biomassa do adubo verde (5,4; 8,8; 12,2 e 15,6 t ha-1 em base seca); e o segundo: seus tempos de incorporação ao solo (0, 10, 20 e 30 dias antes do transplantio da alface). Além do rendimento de massa verde e dos custos de produção, foram determinadas as rendas bruta e líquida, taxa de retorno e índice de lucratividade. A quantidade de 15,6 t ha-1 de C. procera possibilitou maior rentabilidade à produção orgânica de alface, sendo considerado ideal incorporar o adubo verde 11 (primavera) e 15 (outono-inverno) dias antes do transplantio da hortaliça. O cultivo de primavera promoveu retorno econômico superior ao plantio de outono-inverno, demonstrando viabilidade econômica mesmo na menor quantidade de C. procera.

Referências

ANDRADE, M. V. M. et al. Produtividade e qualidade da Flor-de-seda em diferentes densidades e sistemas de plantio. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 37, n. 1, p. 1-8, 2008.

ARAÚJO NETO, S. E.; FERREIRA, R. L. F.; PONTES, F. S. Rentabilidade da produção orgânica de cultivares de alface com diferentes preparos do solo e ambiente de cultivo. Ciência Rural, v. 39, n. 5, p. 1362-1368, 2009.

BARROS JÚNIOR, A. P. et al. Custo de produção e rentabilidade de alface crespa e americana em mono-cultura e quando consorciada com rúcula. Revista Caatinga, v. 21, n. 2, p. 181-192, 2008.

BATISTA, M. A. V. Adubação verde na produtividade, qualidade e rentabilidade de beterraba e rabanete. 2011. 123 f. Tese (Doutorado em Fitotecnia: Área de Concentração em Agricultura Tropical) – Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2011.

BATISTA, M. A. V. et al. Atributos microbiológicos do solo e produtividade de rabanete influenciados pelo uso de espécies espontâneas. Horticultura Brasileira, v. 31, n. 4, p. 587-594, 2013.

BATISTA, M. A. V. et al. Atributos de solo-planta e de produção de beterraba influenciados pela adubação com espécies da Caatinga. Horticultura Brasileira, v. 34, n. 1, p. 31-38, 2016.

BEZERRA NETO, F. et al. Otimização agroeconômica da cenoura fertilizada com diferentes doses de jitirana. Revista Ciência Agronômica, v. 45, n. 2, p. 305-311, 2014.

BEZERRA NETO, F. et al. Evaluation of yield advantage indexes in carrot-letucce intercroppinh systems. Interciencia, v. 35, n. 1, p. 59-64, 2010.

BEZERRA NETO, F.; GOMES, E. G.; OLIVEIRA, A. M. Produtividade biológica em sistemas consorciados de cenoura e alface avaliada através de indicadores agroeconômicos e métodos multicritério. Horticultura Brasileira, v. 25, n. 2, p. 193-198, 2007.

BEZERRA NETO, F. et al. Assessment of agroeconomic indices in polycultures of lettuce, rocket and carrot through uni- and multivariate approaches in semi-arid Brazil. Ecological Indicators, v. 14, n. 1, p. 11-17, 2012.

CARVALHO, J. B.; SABBAG, O. J. Análise de eficiência da produção de alface no noroeste de São Paulo. Revista Agro@mbiente On-line, v. 9, n. 2, p. 152-160, 2015.

CENTRO DE PESQUISAS AMBIENTAIS DO NORDESTE - CEPAN. Contextualização sobre espécies exóticas invasoras. 2009. Disponível em: <http://www.avesmarinhas.com.br/10%20-%20Contextualiza%C3%A7%C3%A3o%20Sobre%20Esp%C3%A9cies%20Ex%C3%B3ticas%20Invasoras.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2017.

ESPINDOLA, J. A. A.; ALMEIDA, D. L.; GUERRA, J. G. M. Estratégias para utilização de leguminosas para adubação verde em unidades de produção agroecológica. Seropédica, RJ: Embrapa Agrobiologia, 2004. 24 p. (Documentos, 174).

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

LINHARES, P. C. F. et al. Roostertree (Calotropis procera) under different amounts and periods of incorporation on yield of coriander. Revista Verde, v. 9, n. 3, p. 7-12, 2014.

LINHARES, P. C. F. et al. Velocidade de decomposição da Flor-de-seda no desempenho agronômico da Rúcula cv. Cultivada. Revista Verde, v. 4, n. 2, p. 46-50, 2009.

MAROUELLI, W. A.; SILVA, W. L. C.; SILVA, H. R. Irrigação por aspersão em hortaliças. 2. ed. rev. atual. ampl. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2008. 150 p.

MONTEMURRO, F. et al. Anaerobic digestate and on-farm compost application: effects on lettuce (Lactuca sativa L.) crop production and soil properties. Compost Science & Utilization, v. 18, n. 3, p. 184-193, 2010.

OLIVEIRA, L. A. A. et al. Produção agroeconômica da rúcula fertilizada com diferentes quantidades de Calotropis procera. Revista Terceiro Incluído, v. 5, n. 2, p. 373-384, 2015.

OLIVEIRA, M. K. T. et al. Desempenho agroeconômico da cenoura adubada com jitirana (Merremia aegyptia). Horticultura Brasileira, v. 30, n. 3, p. 433-439, 2012.

OLIVEIRA, M. K. T. et al. Desempenho agronômico da cenoura adubada com jitirana antes de sua semeadura. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 2, p. 364-372, 2011.

REZENDE, B. L. A. et al. Custo de produção e rentabilidade das culturas de alface, rabanete, rúcula e repolho em cultivo solteiro e consorciadas com pimentão. Ciência e Agrotecnologia, v. 33, n. 1, p. 305-312, 2009.

SILVA, A. F. A. et al. Desempenho agronômico do rabanete adubado com Calotropis procera (Ait.) R. Br. em duas épocas de cultivo. Revista Ciência Agronômica, v. 48, n. 2, p. 328-336, 2017.

SILVA, A. F. A. et al. Rentabilidade do rabanete adubado com flor-de-seda em duas épocas de cultivo no semiárido de Pernambuco. Revista de Ciências Agrárias, v. 58, n. 2, p. 198-207, 2015.

SILVA, F. C. Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. 2. ed. rev. ampl. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2009. 627 p.

SILVA, J. G. M. et al. Cactáceas nativas associadas a fenos de flor de seda e sabiá na alimentação de borregos. Revista Caatinga, v. 23, n. 3, p. 123-129, 2010.

SILVA, N. V. et al. Efeito do feno de flor-de-seda sobre a carcaça e constituintes corporais de cordeiros Morada Nova. Archivos de Zootecnia, v. 61, n. 233, p. 63-70, 2012.

SOUTO, P. C. et al. Biometria de frutos e numero de sementes de Calotropis procera (Ait.) R. Br. no semi-árido da Paraiba. Revista Verde, v. 3, n. 1, p. 108-113, 2008.

SOUZA, C. M. et al. Adubação verde e rotação de culturas. Viçosa, MG: UFV, 2012. 108 p.

SOUZA, Ê. G. F. et al. Rentabilidade da rúcula fertilizada com biomassa de Flor-de-seda em função da época de cultivo. Revista Caatinga, v. 28, n. 1, p. 65-77, 2015.

SOUZA, Ê. G. F. et al. Production of lettuce under green manuring with Calotropis procera in two cultivation seasons. Revista Caatinga, v. 30, n. 2, p. 391-400, 2017.

Publicado
26-03-2019
Seção
Agronomia