DINÂMICA DO CRESCIMENTO DE CULTIVARES DE GERGELIM

Palavras-chave: Sesamum indicum. Área foliar. Época de coleta. Parâmetros fisiológicos.

Resumo

O gergelim é uma cultura de elevada complexidade morfofisiológica, com grande variabilidade no hábito de crescimento. A análise quantitativa do crescimento é uma ferramenta acessível e precisa para avaliar o desenvolvimento vegetal e a contribuição de diferentes processos fisiológicos sobre o seu desempenho. Nesse sentido, objetivou-se avaliar o crescimento de cultivares de gergelim em duas épocas de cultivo nas condições de Mossoró-RN. Foram instalados dois experimentos na Horta Didática da UFERSA. O delineamento experimental em cada época foi em blocos casualizados completos, com quatro repetições. Os tratamentos foram dispostos em parcelas subdivididas, onde as parcelas foram representadas pelas cultivares de gergelim: CNPA G2, CNPA G3 e CNPA G4 e as subparcelas consistiram das épocas de coletas (21; 35; 49; 63; 77; 91 e 105 DAS). O crescimento das cultivares de gergelim é lento no início do ciclo vegetativo da cultura, se intensificando no início do florescimento (após os 35 DAS). Entre os índices fisiológicos estudados, a cultivar CNPA G4 apresenta ser mais eficiente em relação ao crescimento, podendo ser variado dependendo da época de cultivo.

Referências

ARAÚJO, A. C. et al. Análise não destrutiva de crescimento do gergelim consorciado com feijão caupi em sistema orgânico de cultivo. Revista Brasileira de Agroecologia, Porto Alegre, v. 9, n. 1, p. 259-268, 2014.

ARRIEL, N. H. C. et al. Cultura do gergelim. 1. ed. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2007. 72 p.

BENINCASA, M. M. P. Análise de crescimento de plantas: noções básicas. 2. ed. Jaboticabal, SP: FUNEP, 1998. 41 p.

BEZERRA, S. A. et al. Produção do gergelim cultivado sob condições de estresse hídrico e diferentes doses de adubação. Engenharia Ambiental, Espírito Santo do Pinhal, v. 7, n. 3, p. 156-65, 2010.

CARVALHO, D. R. et al. Comparação de métodos para estimativa da área foliar do Myrciaria tenella O. Berg. Agropecuária Científica no Semi-Árido, Campina Grande, v. 8, n. 4, p. 01-06, 2012.

CAVALCANTI, F. J. A. et al. Recomendações de adubação para o estado de Pernambuco: 2ª aproximação. 3. ed. Recife, PE: IPA, 2008. 212 p.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Sistema brasileiro de classificação de solos. 3. ed. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2013. 353 p.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS - FAO. Production quantities of Sesame seed by country. Disponível em: <http://faostat3.fao.org/browse/Q/QC/E> Acesso em: 03 jul. 2016.

FERRARI, T. B. et al. Efeito de reguladores vegetais nos índices da análise de crescimento de plântulas de maracujazeiro-doce (Passiflora alata Curtis). Biotemas, Florianópolis, v. 21, n. 3, p. 45-51, 2008.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

GARCIA, A. et al. Análise de crescimento de uma cultura de milho submetida a diferentes regimes hídricos. Nucleus, Ituverava, v. 5, n. 1, p. 239-251, 2008.

GRILO JUNIOR, J. A. S.; AZEVEDO, P. V. Crescimento, desenvolvimento e produtividade do gergelim BRS seda na agrovila de Canudos, em Ceará Mirim (RN). HOLOS, Natal, v. 2, n. 29, p. 19-33, 2013.

HARUNA, I. M. et al. Contributions of some growth characters to seed yield of sesame (Sesamum indicum L.). Journal of Food and Agriculture Science, Londres, v. 2, n. 1, p. 9-14, 2012.

LAURETIN, H.; BENÍTEZ, T. Inheritance of seed coat color in sesame. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 49, n. 4, p. 290-295, 2014.

LIMA, F. A. et al. Irrigação da cultura do gergelim em solo com biofertilizante bovino. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza, v. 7, n. 2, p. 102-111, 2013.

LUCENA, R. R. M. et al. Acúmulo de massa seca e nutrientes pelo tomateiro 'SM-16' cultivado em solo com diferentes coberturas. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 31, n. 3, p. 401-409, 2013.

MORAIS, E. R. C.; MAIA, C. E. Crescimento da parte aérea e raiz do meloeiro adubado com fertilizante orgânico. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 44, n. 3, p. 505-511, 2013.

MORRIS, J. B. Characterization of sesame (Sesamum indicum L.) germplasm regenerated in Georgia, USA. Genetic Resources and Crop Evolution, Sousse, v. 56, n. 7, p. 925-936, 2009.

PEDÓ, T. et al. Análise de crescimento de plantas de rabanete submetidas a doses de adubação nitrogenada. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 30, n. 1, p. 1-7, 2014.

PEIXOTO, C. P.; CRUZ, T. V.; PEIXOTO, M. F. S. P. Análise quantitativa do crescimento de plantas: Conceitos e Prática. Enciclopédia Biosfera - Centro Científico Conhecer, Goiânia, v. 7, n. 13, p. 51-76, 2011.

PEIXOTO, C. P. et al. Índices fisiológicos de soja hortaliça em duas épocas de semeadura no Recôncavo Sul Baiano. Scientia Agraria Paranaensis, Marechal Cândido Rondon, v. 11, n. 3, p. 56-67, 2012.

PEREIRA, M. R. R. et al. Análise de crescimento em clones de eucalipto submetidos a estresse hídrico. Irriga, Botucatu, v. 15, n. 1, p. 98-110, 2010.

PERIN, A.; CRUVINEL, J. D.; SILVA, W. J. Desempenho do gergelim em função da adubação NPK e do nível de fertilidade do solo. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 32, n. 1, p. 93-98, 2010.

PHAM, T. D. et al. Morphological evaluation of sesame (Sesamum indicum L.) varieties from different origins. Australian Journal Of Crop Science, Brisbane, v. 4, n. 7, p. 498-504, 2010.

QUEIROGA, V. P.; SILVA, O. R. R. F. Tecnologias Utilizadas no Cultivo do Gergelim Mecanizado. 1. ed. Campina Grande, PB: EMBRAPA-CNPA, 2008. 142 p.

SILVA, J. C. A. et al. Crescimento e produção de genótipos de gergelim em função de lâminas de irrigação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 18, n. 4, p. 408–416, 2014.

SILVA, L. C. et al. Um método simples para se estimar área foliar de plantas de gergelim (Sesamum indicum L.). Revista Brasileira de Oleaginosa e Fibrosa, Campina Grande, v. 6, n. 1, p. 491-495, 2002.

SILVA, M. A. V. et al. Influência das condições microclimáticas no crescimento do milho BR 106, cultivado sob sementeira direta. Revista de Ciências Agrárias, Lisboa, v. 39, n. 3, p. 383-394, 2016.

SILVA, R. N. et al. Análise de crescimento de plantas de Hordeum vulgare L. submetidas a estresse salino. Revista Brasileira Agrociência, Pelotas, v. 13, n. 4, p. 455-463, 2007.

Publicado
17-10-2018
Seção
Nota Técnica