ESTATÍSTICA MULTIVARIADA APLICADA NA CARACTERIZAÇÃO AMBIENTAL DE SOLOS EM REGIÃO SEMIÁRIDA

Palavras-chave: Análise fatorial. Análise de agrupamentos Hierárquicos. Solos antropizados.

Resumo

O solo é um sistema dinâmico e complexo ao ser estudado, que demanda para fins de pesquisa um considerável número de amostras e análises. Com os métodos estatísticos multivariados podem-se criar condições mais favoráveis ao analisar as amostras, i.e. redução e simplificação estrutural dos dados. Este trabalho tem por objetivo empregar a ferramenta de análise estatística multivariada, por meio da análise fatorial (AF) e de agrupamentos hierárquicos, na caracterização ambiental de solos em regiões semiáridas, considerando aspectos antrópicos (uso e ocupação do solo) e topográficos (altitude e declividade), além de atributos físicos e químicos (umidade, granulometria, resistência à penetração e matéria orgânica), utilizando como estudo de caso a Microbacia Hidrográfica do São José (MHSJ), localizada na Região do Cariri cearense. A AF foi realizada pelo método dos componentes principais, empregando a rotação varimax normalizada. Na análise de agrupamento hierárquico foi utilizado o método do “vizinho mais distante” como critério hierárquico de agrupamento, com medida de dissimilaridade dada pela “distância euclidiana quadrada”. A AF demonstrou que dois fatores explicam 75,76% da variância total dos dados. A análise de agrupamentos hierárquicos aglomerou as amostras em três grupos com características similares: um com amostras coletadas em uma área de floresta preservada e dois com amostras coletadas em áreas com solos mais antropizados. Isso indica que a ferramenta estatística utilizada apresentou sensibilidade para distinguir os solos mais conservados e os solos com diferentes níveis de antropização.

Referências

ALVES, J. J. A.; ARAÚJO, M. A.; NASCIMENTO, S. S. Degradação da caatinga: Uma investigação ecogeográfica. Revista Caatinga, v. 22, n. 3, p. 126–135, 2009.

ANDRADE, E. M. de et al. Fatores determinantes da qualidade das águas superficiais na Bacia do Alto Acaraú, Ceará, Brasil. Ciência Rural, v. 37, n. 6, p. 1791–1797, 2007.

ARAÚJO, A. O. et al. Modificações nas propriedades dos solos de uma área de manejo florestal na Chapada do Araripe. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 37, n. 3, p. 754–62, 2013.

ARAÚJO, S. M. S. A Região Semiárida do Nordeste do Brasil: Questões ambientais e possibilidades de uso sustentável dos recursos. Rios Eletrônica, v. 5, n. 5, p. 89–98, 2011.

BEZERRA, F. A.; CORRAR, L. J. Utilização da factorial analysis na identificação dos principais indicadores para a avaliação do desempenho financeiro: uma aplicação nas empresas de seguros. Revista Contabilidade e Finanças, v. 17, n. 42, p. 50–62, 2006.

BÖHNER, J., ANTONIĆ, O. Land-surface parameters specific to topo-climatology. In: Hengl, T., Reuter, H.I. (Eds.), Geomorphometry: Concepts, Software, Applications. Elsevier Amsterdam, 2009, p. 195–226.

BRODNJAK-VONCINA, D. et al. Chemometrics characterisation of the quality of river water. Analytica Chimica Acta, v. 462, n. 1, p. 87–100, 2002.

COSTA, K. V. M. Parâmetros hidrossedimentológicos da bacia hidrográfica do São José, no Cariri cearense. 2013. 103 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará, 2013.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA – EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análises de solo. 2ª. ed. Rio de Janeiro: 1997.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA – EMBRAPA. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos (Rio de Janeiro, RJ). In: 10ª Reunião Técnica de Levantamento de Solos; 1979; Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: 1979.

FAGERIA, N. K., BARBOSA FILHO, M. P.; ZIMMERMANN, F. J. P. Caracterização química e granulométrica de solos de várzea de alguns estados brasileiros. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 29, n. 2, p. 267–274, 1994.

FUNDAÇÃO CEARENSE DE METEOROLOGIA E RECURSOS HÍDRICOS - FUNCEME, Zoneamento Geoambiental do Estado do Ceará – Parte II: Mesorregião do Sul Cearense. Fortaleza: Funceme: 2006.

HAIR, J. F. et al. Multivariate data analysis. 6 ed. Upper Saddle River, NJ: Pearson Prentice Hall, 2005. 593 p.

HICKMANN, C.; COSTA, L. M. da. Estoque de carbono no solo e agregados em Argissolo sob diferentes manejos de longa duração. Revista Brasileira De Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 16, n. 10, p. 1055–1061, 2012.

KHWEDIM, K. et al. Trace metals in topsoils near the Babylon Cemente Factory (Euphrates River) and human health risk assessment. Environmental Earth Sciences, v. 74, n. 1, p. 665–73, 2015.

KÖPPEN, W.; GEIGER, R. Klimate der Erde. Gotha: Verlag Justus Perthes, 1928. Wall-map 150cmx200cm.

MACHADO, P. L. O. A. Carbono do solo e a mitigação da mudança climática global. Química Nova, v. 28, n. 2, p. 329–334, 2005.

MELO, R. O. et al. Susceptibilidade à compactação e correlação entre as propriedades físicas de um Neossolo sob vegetação de caatinga. Revista Caatinga, v. 21, n. 5, p. 12-17, 2008.

MENDONÇA, L. A. R. et al. Avaliação da capacidade de infiltração de solos submetidos a diferentes tipos de manejo. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 14, n. 1, p. 89–98, 2009.

NORUSIS, M. J. SPSS Base System user’s guide. Chicago: SPSS, 1990. 520 p.

RIOS, A. J. W. et al. Densidade de amostragem e complexidade de área em levantamentos pedológicos executados no Brasil. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 38, n. 1, p. 44–52, 2008.

SALGADO, E. V. et al. Similaridade das variáveis hidroquímicas com o uso da análise multivariada, na Bacia do Salgado, Ceará. Revista Caatinga, v. 24, n. 3, p. 158–66, 2011.

SINGH, V. B.; RAMANATHAN, A. L. Assessment of solute and suspended sediments acquisition processes in the Bara Shigri glacier meltwater (Western Himalaya, India). Environmental Earth Sciences, v. 74, n. 3, p. 2009–2018, 2015.

STOLF, R.; FERNANDES, J.; FURLANI NETO, V. L. Recomendações para uso de penetrômetro de impacto, modelo IAA/Planalsucar- Stolf. São Paulo: MIC/IAA/PNMC – Planasulcar; 1983. (Série Penetrômetro de Impacto, BT1).

TRINDADE, E. F. S.; VALENTE, M. A.; MOURÃO JÚNIOR, M. Propriedades físicas do solo sob diferentes sistemas de manejo da capoeira no nordeste paraense. Agroecossistemas, v. 4, n. 1, p. 50–67, 2012.

Publicado
01-04-2019
Seção
Engenharia Agrícola