DIVERSIDADE GENÉTICA DE ISOLADOS DE Colletotrichum spp. EM BANANA

Palavras-chave: Variabilidade. Caracterização molecular. Musa spp.

Resumo

Colletotrichum spp. é um fungo patogênico de grande importância na cultura da bananeira uma vez que afeta o fruto tanto no campo quanto no período pós-colheita, depreciando seu valor comercial. Essa doença está amplamente distribuída nas regiões onde a bananeira é cultivada, entretanto há diferentes níveis de agressividade da mesma, sugerindo a existência de variabilidade genética entre isolados de Colletotrichum spp. Diante do exposto, o objetivo do presente estudo foi verificar a diversidade genética de isolados de Colletotrichum spp. associados a frutos de banana, apresentando sintomas de antracnose por meio de marcador molecular ISSR e caracterização morfológica. Foram utilizados 30 isolados do fungo, obtidos de frutos de bananeira de quatro Estados do país. A caracterização molecular foi feita pela técnica ISSR-PCR, utilizando cinco primers. Com os resultados obtidos, foi construído um dendrograma, relacionando os isolados de acordo com a sua proximidade genética. A caracterização morfocultural foi realizada por meio da avaliação da coloração da colônia e da velocidade de crescimento. Foi possível verificar a existência de variabilidade genética e morfocultural entre os isolados. Os marcadores ISSR foram eficientes na caracterização de isolados de Colletotrichum spp. associadas a frutos de bananeira.

Referências

CORDEIRO, Z. J. M.; MATOS, A. P.; FILHO, P. E. M. Doenças e Métodos de Controle. In:. BORGES, A. L.; SOUZA, L. S. O cultivo da bananeira. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2004. cap. 9, p. 146-182 .

CORDEIRO, Z. J. M.; MATOS, A. P. Doenças da banana. Informe Agropecuário, v. 26, n. 228, p. 12-16, 2005.

COUTO, E. F.; MENEZES, M. Caracterização fisiomorfológica de isolados de Colletotrichum musae. Fitopatologia Brasileira, v. 29, n. 4, p. 406-412, 2004.

DENOYES-ROTHAN, B. et al. Genetic diversity and pathogenic variability among isolates of Colletotrichum species from strawberry. Phytopathology, v. 93, n. 2, p. 219-228, 2003.

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED ORGANIZATIONS – FAO . Production Crops Primary. Disponível em: <http://www.fao.org> Acesso em: 01 set. 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – LSPA. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br> Acesso em: 10 abr. 2019.

KURAMAE-IZIOKA, E. E. A rapid, easy and high yield protocol for total genomic DNA isolation of Colletotrichum gloeosporioides and Fusarium oxysporum. Revista Unimar, v. 19, n. 3, p. 683-689, 1997.

MCDONALD, B. A.; LINDE, C. Pathogen population genetics, evolutionary potential, and durable resistance. Annual review of phytopathology, v. 40, n. 1, p. 349-379, 2002.

MEDEIROS, L. V. et al. pelB gene in isolates of Colletotrichum gloeosporioides from several hosts. Genetic Molecular Research, v. 9, n. 2, p. 661-673, 2010.

MENEZES, M. Aspectos biológicos e taxonômicos de espécies do gênero Colletotrichum. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, v. 3, n. 1, p. 170-179, 2006.

NECHET, K. L.; ABREU, M. S. Caracterização morfológica e testes de patogenicidade de isolados de Colletotrichum sp. obtidos de cafeeiro. Ciência e Agrotecnologia, v. 26, n. 6, p. 1135-1142, 2002.

OLIVEIRA, J. A. Efeito do tratamento fungicida em sementes no controle de tombamento de plântulas de pepino (Cucumis sativus L.) e pimentão (Capsicum annum L.).1991. 111 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Lavras, UFLA, Lavras, 1991.

PHOTITA, W. et al. Morphological and molecular characterization of Colletotrichum species from herbaceous plants in Thailand. Fungal Diversity, v. 39, n. 17, p. 117-133, 2005.

SANTOS, P. C. M. et al. Diversity of genotypic and pathogenic ff Colletotrichum musae In Pernambuco. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 37, n. 2, p. 355-366, 2015.

SILVEIRA, A. L. et al. Caracterização molecular de isolados de Colletotrichum spp. associados a podridão floral dos citros. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 38, n. 1, p. 64-71, 2016.

SOUZA, A. et al. Lack of host specificity of Colletotrichum spp. isolates associated with anthracnose symptoms on mango in Brazil. Plant Pathology, v. 62, n. 1, p. 1038-1047, 2013.

STRACIERI, J. Caracterização morfocultural e molecular de Colletotrichum spp. associados a antracnose em manga, mamão e goiaba. 2015. 109 f. Tese (Doutorado em Agronomia: Área de Concentração em Produção Vegetal) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Jaboticabal, 2015.

THAUNG, M. M. Coelomycete systematics with special reference to Colletotrichum. Mycoscience, v. 49, n. 6, p. 373-378, 2008.

WEIR, B. S.; JOHNSTON, P. R.; DAMM, U. The Colletotrichum gloeosporioides species complex. Studies in Mycology, v. 73, n. 1, p. 115-180, 2012.

Publicado
2019-08-22
Seção
Agronomia